Economia

Alívio no bolso: bandeira tarifária será verde em fevereiro

Conta de luz não terá acréscimo no mês que vem, segundo Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em janeiro vigora a bandeira amarela, com custo adicional de R$ 1,343

Simone Kafruni
postado em 31/01/2020 17:51

conta de luz e calculadoraFevereiro vai chegar com um alívio no bolso dos consumidores. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou, nesta sexta-feira (31/1), que a bandeira tarifária será verde no mês que vem, sem custo adicional na conta de luz. Em janeiro, está vigorando a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos.

Segundo o órgão regulador ;o acionamento deve-se à previsão mais positiva de chuvas nas regiões onde se localizam os principais reservatórios de hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN);. ;A expectativa é de que ocorra recuperação mais intensa do armazenamento ao longo de fevereiro;, informou a Aneel.

Essa condição mais favorável resulta no aumento da produção das hidrelétricas e de sua participação relativa no atendimento à demanda de energia do SIN. Desse modo, diminui-se a necessidade de acionamento do parque termelétrico, o que, por sua vez, contribui para reduzir o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente. ;Mesmo com o acionamento da bandeira verde, é importante que o consumidor mantenha ações relacionadas ao uso consciente de energia e evite o desperdício;, orientou a agência.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação