Publicidade

Correio Braziliense

Petrobras adota ações para enfrentar pandemia e choque de preços

A companhia anunciou medidas para preservar a saúde de seus colaboradores e apoiar na prevenção do coronavírus em suas áreas operacionais e administrativas


postado em 26/03/2020 18:54

(foto: Planalto/GovDivulgação)
(foto: Planalto/GovDivulgação)
A Petrobras adotou uma série de ações para enfrentar a pandemia e o choque de preços do petróleo. As iniciativas, anunciadas nesta quinta-feira (26/3), estão alinhadas às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e visam contribuir com os esforços da população e das autoridades brasileiras para mitigar os riscos da doença.

A estatal doou ao Sistema Único de Saúde (SUS) 600 mil testes para diagnóstico de Covid-19, que foram importados dos Estados Unidos e chegarão ao Brasil em abril. A companhia também criou um grupo multidisciplinar de profissionais de seu centro de pesquisas (Cenpes) para avaliar e propor soluções em parceria com universidades, empresas e instituições que possam ajudar no combate ao coronavírus.

Preços 

Como resultado da redução abrupta dos preços e demanda de petróleo e combustíveis, a companhia está adotando uma série de medidas para redução de desembolso e preservação do caixa neste cenário de incertezas, a fim de reforçar sua solidez financeira e resiliência dos seus negócios. 

Entre elas, o desembolso das linhas de crédito compromissadas (Revolving Credit Lines), no montante de cerca de US$ 8 bilhões e , conforme anunciado em 20/03/2020, que entraram no caixa essa semana e de duas novas linhas que somam R$ 3,5 bilhões.

A companhia vai postergar para 15 de dezembro o pagamento de dividendos anunciado em 19 de fevereiro, com base no resultado anual de 2019, no valor de R$ 1,7 bilhão. Essa proposta será submetida à aprovação da Assembleia Geral Ordinária, que foi reagendada para 27 de abril. 

A Petrobras também anunciou redução e postergação de gastos com recursos humanos, no valor total de R$ 2,4 bilhões, adiamento do pagamento do Programa de Prêmio por Performance 2019 e das horas-extras. A estatal não vai recolher FGTS ou pagar gratificação de férias, conforme Medida Provisória n° 927, de 2020, e vai postergar o pagamento de 30% da remuneração mensal total do presidente, diretores, gerentes executivos e gerais.

Ainda estão previstos o cancelamento dos processos de avanço de nível e promoção para os empregados e avanço de nível de funções gratificadas de 2020 e a redução de 50% no número de empregados em sobreaviso parcial nos próximos três meses e suspensão temporária de todos os treinamentos.

Investimentos

A Petrobras reduziu os investimentos programados para 2020 de US$ 12 bilhões para US$ 8,5 bilhões (sendo US$ 7 bilhões na visão caixa), em função principalmente de postergações de atividades exploratórias, interligação de poços e construção de instalações de produção e refino, e da desvalorização do real frente ao dólar americano.

Como resultado da implementação das medidas descritas, a companhia estima que equilibrará seu fluxo de caixa no ano de 2020. “Em relação à comercialização de petróleo e derivados, a Petrobras está continuamente monitorando o mercado interno e externo, bem como fazendo a gestão dos estoques e processamento em suas refinarias, em alinhamento com as variações das demandas do mercado”, disse. A crise da Covid tem provocado reduções significativas de demandas de derivados, especialmente de diesel, gasolina e Querosene de Aviação (QAV) no Brasil e no mundo. 

“Nesse sentido, a companhia decidiu reduzir um total de 100 mil barris de petróleo dia (bpd) da sua produção de óleo até o final de março, em função da sobreoferta deste produto no mercado externo e pela redução da demanda mundial de petróleo. A companhia avaliará as condições do mercado e, em caso de necessidade, realizará novos ajustes na produção de petróleo, sempre garantindo as condições de segurança para as pessoas, operações e processos.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade