Economia

Caixa faz nova redução de juros

Taxas do cheque especial e do cartão de crédito caem para 2,9% ao mês. É a segunda vez em sete dias que a instituição diminui os encargos. Banco anuncia ainda reforço de R$ 33 bilhões em linhas de crédito para empresas e santas casas

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 27/03/2020 04:04
Roberto Campos Neto: relatório do BC acompanhou previsão do ministério da Economia de PIB zero este ano


O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou, ontem, uma nova redução na taxa de juros do cheque especial e do parcelamento do cartão de crédito. Foi a segunda redução em taxas em sete dias, em razão da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. O corte anterior foi no último dia 19.

Segundo Guimarães, a taxa do cheque especial da Caixa passará de 4,9% para 2,9% ao mês. ;Uma taxa recorde em termos de ser menor ; 41% de redução em relação à taxa que já era a menor do mercado;, afirmou, durante live do presidente Jair Bolsonaro em uma rede social.

Guimarães também anunciou a redução, para 2,9%, da taxa de juros cobrada no parcelamento do cartão de crédito. ;Este parcelado é aquele em que você entra em 36 meses. (A taxa) ainda estava alta, em 7,7% ao mês. E nós reduzimos mais de 60%. Também foi para 2,9%;, disse.

O presidente da Caixa anunciou também o aumento, de 60 para 90 dias, do prazo de suspensão do pagamento de parcelas de empréstimos de pessoas físicas e empresas, incluindo os habitacionais.

Ele disse que, até o momento, 750 mil clientes já pediram a postergação do pagamento das parcelas da casa própria. Acrescentou que esse prazo pode aumentar novamente, se necessário.

;Já conversei com o Paulo Guedes (ministro da Economia). Se necessário, ampliaremos para 120 dias, 150 dias;, afirmou Guimarães.

Financiamentos

Em nota divulgada à imprensa, ontem, a Caixa anunciou que vai reforçar com R$ 33 bilhões o combate aos efeitos da pandemia do coronavírus. ;Os novos recursos serão disponibilizados para capital de giro, compra de carteiras, crédito para santas casas, além do crédito agrícola;, afirmou a instituição.

Durante a live com Bolsonaro, Pedro Guimarães também ressaltou que a Caixa concedeu financiamento de R$ 3,5 bilhões, neste mês de março, para 200 municípios realizarem obras diversas. Segundo ele, o banco estuda liberar mais R$ 5 bilhões para outras 300 cidades.

;Estamos liberando um total de R$ 60 bilhões em capital de giro, em especial para pequenas e micro empresas, R$ 40 bilhões em compra de carteiras, R$ 5 bilhões paras santas casas e R$ 6 bilhões para a agricultura;, detalhou Guimarães, durante a transmissão semanal pela internet do presidente Jair Bolsonaro. Na live, ele usava uma máscara no rosto.

Durante a transmissão, Bolsonaro comentou sobre a inclusão das lotéricas como serviços essenciais para evitar que essas unidades ficassem fechadas durante medidas de isolamento e quarentena adotadas por alguns estados e cidades no Brasil. Segundo ele, de um total de 13 mil lotéricas, 2,5 mil estavam com as portas fechadas.

;As loterias são a espinha dorsal da atuação da Caixa e são bem importantes para ajudarmos no pagamento de R$ 600 por conta da crise;, explicou Guimarães, que foi elogiado por Bolsonaro durante a live. ;Nota dez, Pedrão", disse o presidente.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação