Economia

França vai propor fundo de resgate europeu de entre 5 e 10 anos

O ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, vai propor o fundo como uma das soluções para a crise provocada pelo Covid-19

Agência France-Presse
postado em 01/04/2020 13:37
 (foto: Francois Mori / POOL / AFP)
(foto: Francois Mori / POOL / AFP)
O ministro da Economia da França, Bruno Le Maire.A França vai propor a criação de um fundo de resgate europeu para responder à crise econômica do coronavírus, financiado com dívida comum e com duração de entre cinco e dez anos, disse o ministro da Economia Bruno Le Maire ao Financial Times.

"Estamos refletindo sobre um fundo que seria limitado no tempo, com a possibilidade de tomar empréstimos como uma resposta de longo prazo à crise", afirmou o ministro francês ao jornal econômico.

"Uma solução poderia ser ter um fundo por cinco ou dez anos, com prazo limitado, com a possibilidade de ter dívida comum, mas apenas com esse fundo. Isso pode ser aceitável para outros países", acrescentou.
Na semana passada, nove países europeus, incluindo Franca e Itália, pediram a criação de ;coronabonds;, um sistema de dívida mutualizada.

Essa proposta não agradou a Alemanha, que rejeita a ideia de mutualizar a dívida dos países da zona do euro, mas que afirmou estar "preparada" para "mobilizar a solidariedade europeia".

De acordo com uma autoridade francesa citada pelo Financial Times, o fundo proposto pela França poderia "completar" o orçamento da UE e seria gerenciado pela Comissão Europeia, assim como o Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE).

O MEE tem uma capacidade de 410 bilhões de euros e pode conceder empréstimos aos Estados que precisam, mas que incluem condições precisas, como reforma do mercado de trabalho ou cumprimento de metas orçamentárias.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação