Publicidade

Correio Braziliense

Governo zera cobrança de IOF por 90 dias, anuncia Receita

O secretário especial da Receita Federal, José Tostes Neto, anunciou a medida nesta quarta-feira (1/4), em entrevista coletiva, no Palácio do Planalto.


postado em 01/04/2020 19:57

(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
O governo vai zerar a cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre operações de crédito por 90 dias para conter os prejuízos econômicos da pandemia de coronavírus no país. O secretário especial da Receita Federal, José Tostes Neto, anunciou a medida nesta quarta-feira (1/4), em entrevista coletiva, no Palácio do Planalto.

Atualmente, a cobrança é de 3% ao ano. A medida custará R$ 7 bilhões à União e vem na esteira da criação de uma linha de crédito para atender empresas a juros reduzidos, como parte do pacote para contenção dos prejuízos.  

Outra medida anunciada por Tostes é a postergação do pagamento do PIS/Cofins e da contribuição das empresas e órgãos públicos à Previdência Social. "São contribuições que seriam devidas em abril e maio e serão diferidas (postergadas) para agosto e outubro", explicou.

A terceira ação da Receita é o adiamento do prazo de envio da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), de 30 de abril para 30 de junho. "Decidimos pela prorrogação considerando demandas e relatos de contribuintes que estão confinados em casa", disse. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade