Economia

Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda com previsões econômicas sombrias

Agência Estado
postado em 06/05/2020 13:40
As bolsas da Europa fecharam em queda nesta quarta-feira, 6, na esteira da divulgação de dados que mostram a dimensão do impacto do coronavírus na atividade econômica. Previsões sombrias sobre a economia da zona do euro também pressionaram os negócios, levando o índice Spoxx 600 a encerrar em baixa de 0,35%, a 334,34 pontos A exceção ao movimento de perdas foi a Bolsa de Londres, onde o índice FTSE 100 avançou 0,06%, a 5.852,82, sustentado pelo otimismo em relação à reabertura da economia britânica. Em sessão no parlamento do Reino Unido hoje, o primeiro-ministro Boris Johnson informou que a flexibilização das medidas de distanciamento social vai começar na próxima segunda-feira. Mais detalhes serão conhecidos no domingo. No resto do continente, no entanto, a cautela predominou em meio às incertezas sobre a crise econômica provocada pela covid-19. Em relatório de projeções divulgado hoje, a Comissão Europeia prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do bloco terá contração de 7,7% este ano. Em Paris, o CAC 40 perdeu 1,11%, a 4.433,38 pontos, enquanto, em Milão, o FTSE MIB caiu 1,31%, a 17.159,31 pontos. O mau humor se intensificou com a divulgação de indicadores negativos, entre eles o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da zona do euro, que despencou de 29,7 em março para 13,6 em abril.Já as vendas no varejo registraram queda de histórica de 11,2% entre fevereiro e março. "A economia da região paralisou no início do segundo trimestre, e esperamos uma recuperação muito lenta no resto do trimestre", avalia a consultoria Pantheon Macroeconomics. Na Alemanha, o PMI composto recuou de 35 para a marca também inédita de 17,4 no período. Já as encomendas à indústria registraram tombo de 15,6% de fevereiro para março. Em Frankfurt, o DAX fechou com baixa de 1,15%, a 10.606,20 pontos. Também repercutiram no mercado os desdobramentos da decisão de ontem do Tribunal Constitucional da Alemanha de considerar o programa de compra de ativos do Banco Central Europeu (BCE) parcialmente inconstitucional. Membro do Conselho da autoridade monetária, Madis Müller afirmou hoje que acredita que será possível comprovar a proporcionalidade das medidas de afrouxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês). Em Madri, o Ibex 35 retraiu 1,13%, a 6.671,70 pontos. Já em Lisboa, o PSI 20 caiu 0,87%, a 4.1815,10 pontos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação