Publicidade

Correio Braziliense

Antaq abre consulta para arrendar terminal no Porto de Maceió

O terminal é o maior exportador de açúcar do Nordeste e receberá investimentos de, pelo menos, R$ 55,7 milhões. O prazo contratual é de 25 anos


postado em 02/06/2020 16:26

(foto: Antaq/Divulgação)
(foto: Antaq/Divulgação)
A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) realizará consulta e audiência públicas entre os dias 9 de junho e 23 de julho para colher sugestões e contribuições às minutas de edital e contrato de arrendamento do terminal de carga geral localizado no Porto de Maceió. O terminal é destinado à movimentação, armazenagem e distribuição de cargas, especialmente açúcar granel. Os investimentos previstos partem de R$ 55,7 milhões e o prazo contratual é de 25 anos.

“A participação de todos os setores envolvidos nessa audiência pública é fundamental para que possamos publicar um edital de arrendamento que esteja à altura da capacidade produtiva do Porto de Maceió. Ele é o maior exportador de açúcar da região Nordeste com escoamento total de produção de quatro milhões de toneladas por ano, sendo o mercado africano o maior consumidor”, declarou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Devido às recomendações de isolamento social por conta da pandemia do Covid-19, a Antaq realizará as audiências públicas virtualmente. Todas as informações sobre como contribuir e subsidiar o edital de arrendamento serão publicadas no site da agência (portal.antaq.gov.br), a partir do dia 9 de junho.

O Terminal de Carga Geral de Maceió (MAC13) possui uma área de 71.262 m² e capacidade de escoamento da produção de cargas de até 1,74 milhão de toneladas até o término de vigência do contrato. O terminal possui uma estrutura completa de armazenamento de cargas e equipamentos para logística. A outorga fixa/variável será de R$ 364,7 mil ao mês. Ao contrário de outras modalidades, a outorga não obedece limite mínimo e os investimentos podem ser superiores ao previsto.

O futuro arrendatário deverá realizar obras de pavimentação e drenagem nas vias intraporto de acesso ao Terminal MAC13 e aquisição de equipamentos para sistema de defensas no cais do berço 06, a ser utilizado pelo terminal. O vencedor também deverá realizar a antecipação de valores de arrendamento à Autoridade Portuária de R$ 4,5 milhões correspondente à aquisição e instalação das demais defensas previstas pelo Porto de Maceió.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade