Publicidade

Correio Braziliense

Auxílio emergencial: 11 milhões de cadastros ainda aguardam aprovação

Segundo a Caixa, 5,7 milhões de pessoas estão na primeira análise; outros 5,3 milhões de cadastros estão sendo reanalisados


postado em 02/06/2020 20:54 / atualizado em 02/06/2020 21:07

(foto: Agência Brasil/DIvulgação)
(foto: Agência Brasil/DIvulgação)
Cerca de 11 milhões de pessoas ainda aguardam para receber o auxílio emergencial, segundo números divulgados pela Caixa Econômica Federal nesta terça-feira (2/06). Ao todo, o número de cadastros feitos foi de 101,2 milhões, sendo que, desses, 5,7 milhões de pessoas ainda aguardam a primeira análise do pedido; e 5,3 milhões estão em reanálise. Aqueles que foram considerados inelegíveis — não aptos a receber o benefício — somam 42,2 milhões.

"Esses 11 milhões de brasileiros estão sendo analisados pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania. Nós estamos esperando e só poderemos realizar o pagamento após a análise", disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Ele informou também que os novos cadastros aprovados terão pagamento feito a partir de dois dias após o recebimento dos dados da Dataprev. O número de pagamentos realizados, até o momento, chega a R$ 76 bilhões. Do total, R$ 30,3 bilhões são do Bolsa Família, R$ 14 bilhões do Cadúnico e R$ 32,3 bilhões do App/Site. 

Na semana passada, o aplicativo Caixa Tem ganhou a opção de pagamento por código QR. A opção permite que os usuários paguem compras em estabelecimentos apenas apontando a câmera do celular, utilizando o aplicativo, para máquinas de cartão. O código de pagamento é gerado pelo comerciante. No entanto, para conseguir utilizar o novo recurso, é preciso atualizar o aplicativo para a última versão.

"Nós queremos reforçar para que as pessoas atualizem a versão do aplicativo, porque só com a última versão, a 16ª, é que é possível realizar os pagamentos via 'maquininhas' com QR Code. Com essa última atualização, o beneficiário conseguirá realizar compras com o limite que ainda houver na sua conta, algo que milhões de estabelecimentos comerciais permitem. Existem ainda mais de mil sites na internet das concessionárias de água, luz e telefone que permitem isso", explicou o presidente Pedro Guimarães.

Até o momento, foram registrados mais de R$ 36,13 milhões em compras realizadas utilizando o QR Code. Já no débito virtual, o valor chegou a R$ 2,03 bilhões. Nos canais de atendimento ao cliente, os números são expressivos: o app Caixa Tem foi baixado 111,3 milhões de vezes nas lojas de aplicativos. O aplicativo Auxílio Emergencial já soma 92 milhões de downloads. O site oficial da Caixa registrou 1,1 bilhão de visitas. As ligações para a central 111 chegaram a 236,8 milhões.

Paulo Henrique Angelo, vice presidente Rede de Varejo, destacou que a estratégia adotada pela CEF para a realização dos pagamentos tem sido um sucesso, uma vez que as agências do banco estão "tranquilas" e sem filas. "Não temos pessoas dormindo ou madrugando nas agências da Caixa. Isso se deve ao sucesso de todas as estratégias implantadas pela pelo banco, de conciliar o digital e o atendimento humano. Talvez essa seja uma das características mais fortes da Caixa", pontuou.

O banco também divulgou o volume de crédito concedido a microempresas em maio de 2020: R$ 2,46 milhões. O valor é mais que o dobro do concedido em maio do ano passado, quando chegou a R$ 1,16 milhão.

*Estagiário sob a supervisão de Vicente Nunes

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade