Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro diz que haverá quarta e quinta parcela do auxílio emergencial

No entanto, o chefe do Executivo não informou o valor do benefício, que deverá ser menor do que os R$ 600 já pagos


postado em 03/06/2020 14:00 / atualizado em 03/06/2020 14:16

(foto: Isac Nóbrega/PR)
(foto: Isac Nóbrega/PR)
O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo deverá liberar mais duas parcelas do auxílio emergencial. No entanto, o chefe do Executivo não informou o valor do benefício, que deverá ser menor do que os R$ 600 já pagos, entre R$ 200 e R$ 300. A declaração foi dada na noite dessa terça-feira (2/6), na entrada do Palácio da Alvorada.

 

“Esse próprio auxílio emergencial de R$ 600 que está quase certo [que haverá] a quarta e quinta parcela, de valores menores um pouco, que está sendo ajustado pelo Ministério da Economia", apontou.

 

Bolsonaro também confirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer retomar a Carteira Verde e Amarela, que trata da flexibilização dos contratos de trabalho. "Ele quer voltar com a carteira verde e amarela, é uma maneira da gente reaquecer o emprego no Brasil. A preocupação é enorme, porque não pode acabar com o auxílio e não ter algo de concreto na praça para atender milhões de pessoas que ficaram desempregadas", afirmou.

 

O presidente ainda falou que se não fosse o auxílio, a economia e os brasileiros estariam em uma situação pior. "Os problemas estão se avolumando. O pessoal informal, eu já falei pra vocês, 38 mi de pessoas, eles perderam quase tudo. Ninguém vende mais biscoito Globo na praia do Rio. Nem vende mate na arquibancada do estádio de futebol e nem no churrasquinho de gato na praça. Isso é atividade de cada um. Essas pessoas estão em casa graças ao auxílio, que é de todo mundo, é dinheiro de todo povo. R$ 600 pra eles se não o desespero teria batido neles e problemas outros poderiam ter tido", concluiu.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade