Publicidade

Correio Braziliense

Produção de veículos cai 84,4% em maio ante maio de 2019, diz Anfavea

Segundo o presidente da Anfavea, praticamente todas as marcas de caminhões já retomaram a produção, "mas em ritmo muito lento"


postado em 05/06/2020 11:06 / atualizado em 05/06/2020 12:11

(foto: Jonathan de Sousa Melo/Divulgação)
(foto: Jonathan de Sousa Melo/Divulgação)
Ainda afetada pela pandemia do novo coronavírus, a produção de veículos no Brasil caiu 84,4% em maio ante igual mês do ano passado, informou nesta sexta-feira, 5, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) , em balanço que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Foram produzidas 43,1 mil unidades, o menor volume para o quinto mês do ano desde 1985, segundo a série histórica da associação.

O resultado, contudo, indica que o setor saiu do fundo do poço. Em abril, mês em que praticamente todas as fábricas estavam paradas, em razão das medidas de isolamento social para conter a pandemia, a indústria produziu 1,8 mil unidades, menor nível desde 1957. O volume produzido em maio, mesmo abaixo da média do setor, representa aumento de 2.232,4 % na comparação com abril.

A situação melhorou porque a maioria das fábricas já voltou a produzir. Segundo o presidente da Anfavea, praticamente todas as marcas de caminhões já retomaram a produção, "mas em ritmo muito lento".

Entre as fábricas de automóveis, sete retornaram aos trabalhos em meados de maio. As demais oito têm previsão de retorno ao longo de junho.

No acumulado do ano, a produção atingiu 630,8 mil unidades, queda de 49,2% em relação a igual período do ano passado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade