Publicidade

Correio Braziliense

Ministério da Infraestrutura entregou 36 obras no primeiro semestre

Em balanço semestral, pasta destacou ainda o transporte de 185 milhões de máscaras


postado em 02/07/2020 12:09 / atualizado em 02/07/2020 12:37

(foto: Ricardo Botelho/MInfra)
(foto: Ricardo Botelho/MInfra)
O Ministério da Infraestrutura (MInfra) divulgou nesta quinta-feira (2/7) um balanço semestral de realizações. Somente em obras, foram 36 inaugurações entre janeiro e junho, sendo 23 entre março e junho, durante a pandemia de covid-19.

 

Um outro destaque foi o transporte de 185 milhões de máscaras para auxiliar no enfrentamento ao novo coronavírus.

  

Segundo a pasta, cerca de R$ 3,5 bilhões foram investidos em obras como duplicações ou restaurações de rodovias, novas concessões de estradas e ferrovias, reformas em portos e aeroportos além de assinaturas de ordens de serviços.

 

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas ressaltou que, diante da pandemia, o planejamento do ministério ganhou o desafio de manter a logística “Tudo isso gerou medo, incerteza e insegurança. Mas o presidente orientou a garantir a logística e o abastecimento” disse.

  

Previsão para o segundo semestre

Para a segunda metade do ano, a pasta planeja a entrega de 33 obras nos setores rodoviário, aquaviário, ferroviário e aéreo. Também estão previstos 14 leilões, sendo 3 concessões e 11 arrendamentos portuários, além de 2 renovações de concessão de ferrovias. 

 

Além disso, o MInfra seguirá na estruturação de outros projetos para publicar mais 16 editais de ativos de infraestrutura prontos para irem a leilão.

 

Quanto ao orçamento, segundo Tarcísio, “o valor previsto para as obras em execução está entre R$ 4 bilhões e R$ 4,5 bilhões. Caso seja conseguido um acréscimo, será bem vindo para realizar mais entregas”. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade