Economia

Cheque especial: Caixa reduz taxa de juros para 1,8% ao mês

O presidente do banco, Pedro Guimarães, espera reduzir a taxa "ainda mais"

Augusto Fernandes
postado em 02/07/2020 21:05
O presidente do banco, Pedro Guimarães, espera reduzir a taxa A Caixa Econômica Federal decidiu reduzir a taxa de juros do cheque especial de 2,9% ao mês para 1,8% ao mês. O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (2/7), pelo presidente do banco, Pedro Guimarães, durante live do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais.

"Nós acabamos de reduzir de novo para 1,8% ao mês, estava em 2,9%. Nunca vi nada parecido. É basicamente a menor taxa, até mais baixa que de crédito pessoal", destacou Guimarães.

O último corte feito pela Caixa havia sido em março deste ano, quando os juros mensais do cheque especial passaram de 4,95% para 2,9%. Quando Bolsonaro deu início à sua gestão, os juros eram de 14% ao mês.

Segundo Guimarães, o objetivo é promover novos cortes no futuro, sobretudo por causa do patamar atual da taxa básica de juros, a Selic, que está em 2,25% -- o menor da história. "A gente ainda quer reduzir mais, mas a gente consegue ser rentável com essa taxa de juros", enfatizou.

[SAIBAMAIS]Diante da nova redução promovida pela Caixa, Bolsonaro brincou: ;Isso a gente esperava que viesse de um banco privado, mas está vindo de um banco público que é a Caixa Econômica. Então, pessoal, gostaria que vocês não devessem nada para ninguém nem que tivesse que entrar no cheque especial, mas se você tiver intenção de entrar, vai para a Caixa;.

"Como eu não entendo de economia e tá dando certo, quero continuar não entendendo", acrescentou o presidente.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação