Economia

Ipea: maioria dos servidores em trabalho remoto tem nível superior completo

O Distrito Federal se mantém no topo do ranking, com 25% das pessoas ocupadas nessa modalidade, em contraste com Mato Grosso, com apenas 4,5%

Vera Batista
postado em 08/07/2020 10:58
 (foto: Divulgação/TRT/ES)
(foto: Divulgação/TRT/ES)
Trabalho remotoA maioria das pessoas em trabalho remoto, no Brasil, têm nível superior completo (72,8%), são brancas (63,7%) e do sexo feminino (53,6%), de acordo com os dados da Carta de Conjuntura do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo aponta que, no Brasil, 84,4 milhões de pessoas estavam ocupadas no mês de maio. Dessas, 19 milhões (22,5%) foram afastadas das atividades, sendo que 15,7 (82,9%) milhões delas, devido ao distanciamento social. Portanto, do total dos trabalhadores no país, 8,7 milhões (13,3%) estavam em atividades remotas, no mês de maio.

O Distrito Federal se mantém no topo do ranking, com 25% das pessoas ocupadas nessa modalidade, em contraste com Mato Grosso, com apenas 4,5%. O percentual de 13,3% ainda está abaixo das expectativas, que apontavam o potencial de teletrabalho para 22,7% dos profissionais no país, de acordo com a Carta de Conjuntura do mês anterior. A pesquisa aponta, também, que 10,3% dos homens ocupados estavam trabalhando remotamente, perdendo para o percentual de mulheres, que era de 17,9%.

Q quando se considera apenas as pessoas em trabalho remoto, 46,4% eram homens e 53,6%, mulheres, 63,7% são brancos e 34,3%, pardos ou pretos. O estudo do Ipea, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad/IBGE), também mostra que 38,3% (6,3 milhões) dos ocupados tinham nível superior completo, o que representa 72,8% do total de pessoas em teletrabalho. Apenas 0,8% e 1,9% não têm instrução, ensino fundamental completo e/ou médio incompleto, respectivamente.

Discrepâncias


De acordo com os dados do Ipea, há elevada diferença regional dentro do grupo de pessoas ocupadas que estão em atividades remotas, por região. O Sudeste apresenta a maior quantidade de trabalhadores efetivamente atuando de forma remota - com 5,1 milhões de pessoas, ou 17,2% do total. Esse montante representa 59% dos ocupados remotos. Em contrapartida, na região Norte, apenas 7,1% (326 mil) dos ocupadas exerciam suas atividades de maneira remota.

[SAIBAMAIS]O Distrito Federal tem o maior percentual de ocupados efetivamente exercendo sua atividade de forma remota (25%), em contraste com Mato Grosso (4,5%). Em quantidade de pessoas, 3,1 milhões (36%) dos trabalhadores em teletrabalho estão no Estado de São Paulo, seguido pelo Rio de Janeiro (1,2 milhão e 13,6%), e Minas Gerais (685 mil e 7,9%).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação