Economia

Clientes do Nubank e PicPay reclamam de sumiço de dinheiro do auxílio

As empresas têm permitido o uso do auxílio emergencial por seus aplicativos e delegaram problema à Caixa

Marina Barbosa
postado em 08/07/2020 17:03
As empresas têm permitido o uso do auxílio emergencial por seus aplicativos e delegaram problema à CaixaUsar carteiras digitais para movimentar o auxílio emergencial tornou-se algo comum, já que a Caixa só libera o saque em espécie dos R$ 600 passado algum tempo do depósito. Porém, clientes do Nubank e do PicPay estão reclamando que parte do seu dinheiro sumiu das contas.

As reclamações sobre o "sumiço do dinheiro" começaram na noite dessa terça-feira (07/07) e seguem entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil na tarde desta quarta-feira (08/07), como hashtags como #nubankdevolvemeudinheiro. Os usuários reclamam que, ao consultar o saldo das suas contas, foram surpreendidos com um ajuste que, em muitos casos, deixou a conta zerada.

Diante do imbróglio, o Nubank foi ao Twitter pedir desculpas pelo transtorno e garantir que "tá tudo bem com a sua conta e com o Nubank também". O banco digital informou ainda que já devolveu todos os valores debitados incorretamente, mas atribuiu a falha à Caixa Econômica Federal.

"Esta semana fomos informados que alguns boletos da Caixa Econômica Federal pagos entre abril e junho para nossas contas haviam sido creditados com quantias a mais, que deveriam ser recuperadas. Como boa prática do mercado, começamos a corrigir esse valores, porém interrompemos ontem mesmo o ajuste devido ao grande número de clientes apontando inconsistências nas informações fornecidas pela Caixa. Como sempre buscamos fazer o correto para os nossos clientes, devolvemos imediatamente todos os valores enquanto aguardamos o posicionamento da Caixa", informou o Nubank.

Da mesma forma, o PicPay atribuiu o problema às transferências relativas ao auxílio emergencial de R$ 600 e ainda delegou à Caixa a responsabilidade de fazer esse estorno. "Milhões de usuários concluíram a transferência do benefício para o PicPay com sucesso. Porém, por instabilidade do Caixa Tem, algumas transações não foram concluídas. Nesse caso, pedimos que tente novamente e, se o valor já foi debitado, seu estorno é realizado pela Caixa", escreveu o PicPay no Twitter.

Procurada, a Caixa informou que a equipe de tecnologia do banco estava trabalhando para descobrir e solucionar o motivo dessa falha. Logo depois emitiu uma nota declarando que "cerca de relatos de intercorrências em pagamentos e transferências do CAIXA Tem para fintechs, não foram identificadas falhas nos sistemas internos do banco". "Apenas nesta quarta-feira (8), já foram realizados com sucesso mais de 1,6 milhão de transações com o cartão de débito virtual, e processados cerca de 6 milhões de boletos sem nenhum incidente no sistema de cobrança da Caixa", acrescentou o banco.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação