Economia

Bolsa sobe 1,49% e dólar cai 0,65%, cotado em R$ 5,34

O Principal índice de lucratividade, Ibovespa passa dos 104 mil pontos, embalado com os avanços das vacinas contra o novo coronavírus e pelo lançamento de ações no mercado

Simone Kafruni
postado em 20/07/2020 18:26
O Principal índice de lucratividade, Ibovespa passa dos 104 mil pontos, embalado com os avanços das vacinas contra o novo coronavírus e pelo lançamento de ações no mercadoA semana começa bem no mercado, embalado pelos avanços das vacinas contra o novo coronavírus, pela oferta vinculante de compra da parte móvel da Oi pelas teles concorrentes e pela expectativa de 30 a 40 processos de lançamento de ações em bolsa. Principal índice de lucratividade da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), o Ibovespa teve alta de 1,49%, aos 104.426 pontos. O dólar recuou 0,65%, cotado em R$ 5,34.

Paradas no primeiro semestre do ano, por conta da pandemia, as ofertas públicas de ações (IPO, na sigla em inglês) devem ser retomadas neste semestre. A expectativa é que as aberturas de capital movimentem entre R$ 20 bilhões e R$ 30 bilhões até o fim do ano. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que controla o mercado de capitais no Brasil, tem 21 pedidos de IPO sob análise.

Segundo Gustavo Bertotti, economista da Messem Investimentos, as notícias sobre vacinas e uma reunião,em Bruxelas, para aprovar pacote de ajuda de R$ 750 bilhões de euros, foram os sinais positivos do cenário externo. ;No mercado doméstico, a retomada do debate sobre as reformas, como a tributária, e a expectativa pelos IPOs têm agenda feito o mercado manter a trajetória ascendente. Apenas em julho, a Bolsa acumula alta de quase 10% (9,86%);, disse.

O cenário de juros baixos tem feito os investidores apostarem mais no mercado de capitais. ;Como há cada vez mais CPFs na Bolsa, porque os juros estão muito baixos em renda fixa, a hora para IPOs é boa. A empresa, em vez de contrair dívida, abre capital na Bolsa;, avaliou. O cenário é favorável também porque, no primeiro semestre, os IPOs que vinham se ensaiando desde o segundo semestre de 2019, ficaram represados, afirmou o especialista.

A recuperação do mercado financeiro buscando os 104 mil pontos surpreendeu o economista. ;A previsão era voltar aos 100 mil no fim do ano. Mas está acelerando;, assinalou. Pontualmente no pregão desta segunda-feira (20/7), as altas expressivas das empresas de telecomunicações listadas contribuíram para o desempenho da B3.

;A Oi, em recuperação judicial, com nível de endividamento muito alto, fatiando as operações e colocando no mercado é muito positivo. A companhia precisa se capitalizar e passar confiança para os investidores. Era um papel muito volátil;, destacou. Hoje, as ações da Oi se valorizaram 9% e os papéis da Tim e da Vivo, em torno de 6%.

Processos

Outros ativos cujas ações dispararam foram os papéis da Via Varejo, com altas de mais de 7%, porque a empresa divulgou números operacionais, no Twitter, com volumes muito acima do esperado pelos investidores, em pleno dia de vencimento. As publicações foram apagadas horas depois, porque configuram manipulação do mercado. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deve entrar com processo e não será o primeiro contra a empresa: outros dois foram abertos neste ano sobre informações divulgadas pela companhia com efeito em preço de ação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação