Economia

Azul e Latam: fusão possível

postado em 21/07/2020 04:05
Apesar de Azul e Latam negarem que uma fusão entre as duas companhias estaria em estudo, após anunciarem o compartilhamento de voos em 16 de junho, especialistas do setor aéreo não descartam essa possibilidade. As empresas têm um acordo de codeshare em rotas domésticas e sem sobreposição. A Azul reconhece que, talvez, seja necessário estender esse acordo para abranger todas as rotas domésticas. ;Mas não tem conversa sobre fusão;, garantiu ontem Marcelo Bento, diretor de Relações Institucionais da Azul.

;O que temos é o acordo de codeshare. Evidentemente, há intenção abranger todas as rotas domésticas. O que apresentamos para o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) foi isso;, disse Bento. Segundo ele, o principal objetivo é se preparar para a retomada.

A ideia, com o acordo entre as duas companhias, é ;uma se apoiar uma na outra;. ;Sempre tivemos sobreposição muito pequena. A Latam foca no tronco para conectar sua operação internacional. Nós temos uma característica regional, com mais capilaridade. Por isso, as duas empresas são complementares;, afirmou Bento.

No entender de Eric Hadmann, do Gico, Hadmann e Dutra Advogados e especialista em regulação e direito econômico, se há algo no Cade, a possibilidade de fusão não é totalmente descabida. ;Um acordo de codeshare sem sobreposição não é de notificação obrigatória ao Cade. Inclusive, há um dispositivo na lei segundo o qual acordos de joint-venture, enquanto durar a pandemia, não precisam ser notificados;, ressaltou.

No entanto, completou Hadmann, em 24 de junho, o Cade mandou um ofício para as duas empresas. ;A resposta foi sigilosa;, assinalou. ;Isso pode ser um prenúncio de fusão, tanto que ao ser indagado, o CEO da Azul foi evasivo. Quando isso ocorre, não é sim nem não.;
Para Ana Tereza Basilio, do escritório Basilio Advogados, o codeshare é um passo inicial para quem está avaliando uma futura fusão. ;É uma fase preliminar. As empresas vão compartilhar 50 rotas e são complementares. Uma fusão daria mais capilaridade à Latam e mais consistência à Azul;, avaliou. (SK)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação