Economia

Mercado S/A

postado em 06/08/2020 04:04
;É muito forte no exterior a imagem de que o Brasil é inimigo das florestas. Quanto mais o país demorar para reverter a péssima reputação, maiores serão os prejuízos econômicos;



Boicotes ameaçam empresas brasileiras
O descaso do governo Bolsonaro com o meio ambiente pode custar caro às empresas brasileiras. Nesta semana, ativistas do Greenpeace iniciaram uma campanha on-line de boicote à rede de supermercado Tesco, uma das maiores do Reino Unido. Tudo porque a Tesco é parceira de negócios da fornecedora de aves Moy Park e da processadora de suínos Tulip, que pertencem à JBS; a companhia é acusada de desmatar áreas da Amazônia, o que ela nega. Não se trata de um caso isolado. Recentemente, a Cofco International, maior empresa de processamento de alimentos da China, afirmou que irá rastrear todo o processo de produção da soja brasileira. Se houver indícios de agressões ao meio ambiente, encomendas poderão ser canceladas. É muito forte no exterior a imagem de que o Brasil passou a ser um inimigo das florestas. Isso é ruim para os negócios. Quanto mais tempo o país demorar para reverter a péssima reputação, maiores serão os prejuízos econômicos.



Semana Brasil reacende esperança do varejo
O varejo agendou a data para o início da retomada: entre 3 e 13 de setembro. Nesse período, será realizada a segunda edição da Semana Brasil, evento com promoções nos mesmos moldes da Black Friday. A expectativa é alta. Em 2019, a semana de descontos aumentou em 11% as vendas do varejo físico e em 32% as transações do e-commerce na comparação com o ano anterior. Apesar dos indicadores econômicos em ritmo lento, espera-se que o evento recupere o ânimo dos consumidores.



R$ 11,5 bilhões
É quanto a italiana Enel ofereceu pela rede de fibra óptica da Oi. A empresa, que já atua na distribuição de energia em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás, quer aumentar a presença no Brasil.



;O Brasil tem histórico de crescimento do gasto público obrigatório, o que vem sendo prejudicial para o crescimento da economia. Se não discutirmos o crescimento dos gastos obrigatórios, vamos discutir novos impostos a cada quatros anos.;
Marcos Lisboa, presidente do Insper


Com 60 milhões de usuários, streaming da Disney surpreende
A Disney nunca decepciona. Apenas 10 meses depois do lançamento, o serviço de streaming da empresa de Mickey e companhia alcançou 60 milhões de usuários, ante a expectativa de 40 milhões. Uma nova atração chega em breve ao aplicativo: o lançamento do filme Mulan, que deveria estrear nos cinemas, mas que chegará primeiro ao streaming por causa da pandemia. A boa performance do serviço de assinatura aliviou os prejuízos gerados pelo fechamento dos parques.



A empresa de US$ 2 trilhões
Quando Steve Jobs morreu, em 2011, analistas afirmaram que seria impossível para a Apple se manter no topo sem ter o gênio inspirador por perto. Erraram. A empresa não só sobreviveu como tem quebrado marcas em série. Em 2018, passou a ser a primeira companhia dos Estados Unidos com valor de mercado de US$ 1 trilhão. Agora, outro feito se aproxima: será a primeira americana a atingir US$ 2 trilhões (a Saudi Aramco, da Arábia Saudita, conseguiu o feito em 2019). Aonde a Apple pode chegar?



Rapidinhas

; O Itaú Unibanco contratou no segundo trimestre 800 profissionais da área de tecnologia da informação. Além deles, outros 1,5 mil colaboradores foram incorporados pela Zup, empresa de tecnologia comprada pelo banco no ano passado. As contratações foram realizadas por meio digital: os funcionários se deslocaram apenas para retirar equipamentos.

; A chamada economia digital terá grande impulso no pós-pandemia. Segundo o Fórum Econômico Mundial, ela crescerá 10% ao ano até 2030, devendo atingir 15% do PIB global. Para muitas empresas, ficou evidente que será cada vez mais indispensável investir em áreas como tecnologia da informação, internet das coisas e infraestrutura digital.

; É pouco, mas é um avanço. Segundo o novo ranking da revista Fortune, que classifica as 500 maiores empresas dos Estados Unidos, 38 delas são lideradas por mulheres. Trata-se do maior número desde que a lista começou a ser publicada, há 48 anos. No Brasil, estudos mostram que as mulheres também estão distantes dos cargos de chefia.

; Boa Vista, empresa de inteligência analítica, identificou a maior adoção do Cadastro Positivo pelas pequenas, médias e grandes empresas. Desde o início da pandemia, seus 10 mil clientes realizaram o número recorde de 1 milhão de consultas em busca de informações sobre o Cadastro Positivo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação