Publicidade

Correio Braziliense

Estilistas, mãe e filha se destacam no mundo da moda

Elas transformaram a capital em lugar de inspiração para as coleções e hoje comandam ateliê e marca de sucesso


postado em 21/04/2019 06:00 / atualizado em 20/04/2019 14:21

Nágela e a filha, Andréa Monteiro, vestem noivas e madrinhas com suas criações(foto: Arquivo pessoal)
Nágela e a filha, Andréa Monteiro, vestem noivas e madrinhas com suas criações (foto: Arquivo pessoal)
A história de amor com o mundo da moda começou ainda na adolescência de Nágela Maria Gonçalves dos Santos. aos 14 anos, quando ainda morava no interior do Espírito Santo, vendia escondida dos pais frutas, doces e demais itens da despensa para os vizinhos, tendo somente um objetivo: juntar dinheiro para comprar retalhos.

Apaixonada por modelagens e roupas, o sonho de Nágela Maria era aprender a costurar tão bem quanto a mãe, que estava sempre bordando. “À época, poucas pessoas tinham condições de comprar revistas de moda para se inspirar e copiar modelos. Então, todas as vezes que tinha a oportunidade de estar em contato com revistas, passava horas apreciando”, conta.

Na década de 1980, veio morar em Brasília com os três filhos. Inicialmente, vendia roupas que comprava em São Paulo para amigas e conhecidas da cidade, que trabalhavam em bancos, hospitais e escritórios, buscando sempre dar um toque especial às peças, com bordados e customizações. Gradativamente, o seu público foi crescendo, as encomendas, expandindo, e Nágela resolveu arriscar montando o primeiro ateliê. “O espaço era uma sala minúscula na 210 Norte, sem acabamento. Mas foi lá, com muita coragem, que nasceu a minha marca”, relembra.

Ao longo de mais de três décadas de trabalho, Nágela abriu sete lojas de roupas 100% autorais, realizou exportações de biquínis para a Europa e ganhou prêmios por suas criações. Hoje, em ateliê instalado na 314 Sul, desenvolve trabalho focado em alta-costura sob medida para festas e noivas. “Antes de tudo, eu afirmo algo com muita certeza: amo o que faço, adoro moda, vivo e sou apaixonada pelo meu trabalho”, resume.

Além da arquitetura, Nágela costuma se inspirar no intercâmbio cultural de Brasília. E quando o assunto é a relação dela com a cidade, não faltam lembranças e histórias emocionantes. “Brasília me deu nome e me fez ter orgulho de toda a minha trajetória.”

De mãe para filha

A filha, Andréa Monteiro, 40 anos, cresceu com a influência da mãe costureira e do pai médico. Desde criança, acompanhava Nágela Maria no ateliê, mas resolveu dar uma chance à área da saúde e começou a faculdade de nutrição. Não muito satisfeita com a graduação, passou uma temporada na Itália, onde estudou por um mês. E foi aí que se apaixonou de vez pelo mundo da moda.

Durante os 10 anos que passou em Florença, Andréa estudou e trabalhou para algumas marcas tradicionais italianas. Entretanto, quando o negócio da mãe começou a expandir em Brasília, resolveu retornar ao país e colocar o conhecimento adquirido em prática.

Desde 2007, a estilista tem participado da criação, com a mãe, de peças exclusivas para madrinhas e noivas brasilienses. “O que mais me motiva é a paixão da minha mãe, ela é incansável e ama muito o que faz. Além de ser muito guerreira, sempre fez tudo sozinha”, divide a filha, orgulhosa.
 

>> entrevista //  Daniella Naegele 
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

Tradição e inspiração

Inicialmente fundada como uma loja de camisetas, a Avanzzo comemora, em 2019, 30 anos de existência. E a empresária responsável pela marca, Daniella Naegele, 48 anos, se orgulha em poder representar o estilo e  as tendências da mulher brasiliense, a mescla perfeita entre clássico e moderno. Nascida em Brasília e criada em Minas Gerais, ela reencontrou a capital na adolescência e inspira-se em vários elementos da cidade na criação das coleções — do céu à arquitetura, passando pelo comportamento das brasilienses. 

Qual a sua relação com Brasília?

Eu nasci em Brasília, fui criada em Minas Gerais e retornei à cidade depois de adolescente. Desde o início da  Avanzzo, lá em 1989, sempre tive a intenção de investir em Brasília por acreditar muito no potencial da cidade e no mercado da moda aqui. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, Brasília tem muito mais a oferecer do que somente política e economia. A capital inspira liberdade, sonhos e oportunidades.

Por que resolveu permanecer com a identidade da marca em Brasília?

Toda a minha história está aqui. Sempre aconselho as pessoas que estão começando na indústria da moda agora a darem uma chance à cidade. Brasília tem muitas possibilidades. Pode ser desafiador, mas, eventualmente, você encontra o seu nicho e segmento de atuação.

Inspira-se na cidade de alguma forma?

A arquitetura e o céu de Brasília são as marcas registradas da cidade. Como os prédios aqui não são muito altos, é uma cidade mais clara. Eu me inspiro constantemente, não somente nas cores e formas, como também no comportamento e nas tendências que as brasilienses estão usando, e escuto muito o que as minhas clientes comentam.

Pode falar um pouco sobre a coleção que homenageia Brasília? Quando surgiu a ideia?

Essa é a terceira edição que fazemos de camisetas especiais para o aniversário da capital. E todas as vezes que me perguntam o que eu acho de morar em Brasília, sempre respondo que adoro a cidade e não trocaria por outro lugar. Então, a nossa homenagem este ano foi algo que me representa e representa a equipe da Avanzzo: nós adoramos Brasília! 

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Publicidade

EXPEDIENTE


Diretora de Redação:

Ana Dubeux

Editores executivos:

Vicente Nunes

Plácido Fernandes

Edição:

Mariana Niederauer

Desenvolvimento web:

Christiano Borja

Elielson Ribeiro Macedo

Luiz Filipe Azevedo de Lima