Especial Publicitário - BRB

Deixe sua casa mais colorida em 2014

Uma paleta de cores vibrantes para você renovar a o astral do lar sem gastar muito

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/12/2013 15:20 / atualizado em 30/12/2013 18:22

 

Ricardo Bufolin/Suvinil

 

Tem quem renove o guarda-roupa, a gaveta de calcinhas, a lista de desejos e de metas. Mas virada de ano é tempo de renovar também o lugar onde se vive. Tanto quanto os goles de champanhe, trocar os móveis de lugar, a cor das paredes, as estampas das almofadas e os revestimentos de casa também renovam as energias. Pelo menos é o que garantem arquitetos e decoradores. E a mudança nem precisa ser tão radical assim: pequenos investimentos, de tempo e de dinheiro, podem garantir bons resultados. Para acertar na mudança, olho nas tendências. Segundo a arquiteta Yeda Garcia, uma boa maneira de renovar o ambiente é apostar em novas cores para as paredes. “É fácil, não é muito caro, pode ficar com a cara do verão, dependendo da cor, e é algo que dá para desistir e voltar atrás depois facilmente”, sugere. De acordo com a profissional, durante muito tempo, a design de interiores no Brasil seguiu fielmente o gosto europeu de revestir tudo de branco, bege e off-white. “A gente ficava até inventando nomes diferentes para os tons de branco”, ri. O hábito de importar referências, ela diz, não acabou, mas pelo menos, agora, elas têm mais a ver com o Brasil: os tons são vibrantes, alegres. “Fico muito feliz com isso, porque você tem mais liberdade de trabalhar o seu ambiente. Isso é a nossa raiz. Finalmente, nos libertamos do off-white”, diverte-se. A mania atual, segundo Yeda, são os matizes laranja Hermès e azul Tiffany, derivados das embalagens dessas marcas luxuosas. O que não significa que você precise se prender a eles.

Recentemente, a Pantone anunciou o Radiant Orchid, um lilás intenso, como a cor de 2014, o que significa que em breve ela deve tingir passarelas e ambientes, já que moda e arquitetura quase sempre andam de mãos dadas. Já a Suvinil elegeu o Curaçau Blue, um tom de azul-céu quase turquesa, como o pigmento do ano para as paredes de casa. Outra aposta da empresa é o uso de verde e amarelo, que rimam bem com Copa do Mundo. Para além das paredes, a cor pode entrar em casa também nos objetos. Que tal, por exemplo, trocar as almofadas do sofá ou adicionar uma mesa de canto colorida? “A ideia é entrar com cor na medida certa em peças pequenas, como mesas laterais e banquetas, ou destacar uma peça na decoração, como um aparador ou um rack”, ensina Denise Fraga, gerente de Produtos da Etna. A marca investe em cores mais fechadas: azul-noite, blush e azure. “Aposte nos estofados em cores neutras e ouse nos detalhes”, continua. A ideia de Denise é compartilhada e assinada também por Yeda Garcia. “Não aconselho trocar os estofados por estampados ou coloridos porque são coisas que duram mais tempo”, pondera a arquiteta.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.