Preço das passagens para o carnaval chegam a custar seis vezes mais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/01/2013 07:10 / atualizado em 04/02/2013 09:28

As festas de fim de ano mal acabaram e o carnaval aponta no horizonte. Os mais adiantados organizaram as viagens desejadas ainda no ano passado e têm tudo esquematizado para o feriado. No entanto, alguns foliões não pensaram em nada, mas não deixaram de sonhar com um destino para a data. Porém, o cenário para os atrasados não é dos mais animadores. As associações do setor alertam que para organizar uma viagem agora é preciso estar disposto a desembolsar um valor até quatro vezes maior do que quem o fez com antecedência.



Pacotes de viagens, passagens aéreas e serviços subiram de preço ou estão escassos. A pouco mais de um mês para o carnaval, as empresas aproveitam o aumento da procura e a queda da oferta nas vésperas da data para elevarem os valores. As passagens aéreas para os destinos mais famosos de festa chegam a preços impraticáveis. De Brasília a Recife, por exemplo, o trecho chega a custar mais de R$ 3 mil em voos com troca de aeronaves, mas, em março, esse valor cai para R$ 500. Além de pagar seis vezes mais, o folião que pretende se divertir no frevo pernambucano poderá enfrentar uma viagem de 12 horas para voltar. Quando os voos são mais baratos, eles têm escalas, demoram o dobro para chegar ao destino e fazem horários pouco convenientes. Além dos altos valores, o consumidor pode se deparar com dificuldades em encontrar vagas em hotéis e pousadas ou quartos nas localidades da preferência dele. Se não puder sair do orçamento previsto, a alternativa é mudar trajetos.

O vice-presidente da Associação Brasileira de Agências Viagem no DF (Abav-DF), Carlos Vieira, é enfático ao dizer que as opções para os atrasados são bastante restritas. “Quem quiser até consegue, mas é difícil que encontre no preço que está disposto a pagar. Como houve procura muito grande em 2012 e tivemos a redução de cerca de 20 aeronaves com a compra da WebJet pela Gol, a demanda aumentou e a oferta caiu”, detalha. Outro aspecto a ser levando em consideração é a mudança de cultura da população. Mais pessoas compraram passagens e pacotes com antecedência e, dessa forma, os assentos em aviões e os quartos em hotéis estão reduzidos.

Diferenças
De acordo com ele, é comum encontrar de seis a oito tarifas diferentes para o mesmo trecho. “Você toma um susto com os valores, mas não é nada fora da relação comercial comum”, avisa o vice-presidente da Abav-DF. Dependendo da situação familiar, as pessoas adiam a viagem ou deixam de ir. Uma alternativa é procurar os horários de ônibus interestaduais. Mas, como o país tem dimensões continentais, alguns trechos podem durar mais de um dia de viagem e inviabilizar o passeio.

Os preços dos pacotes não acompanham a subida das passagens aéreas. “As agências fazem um pré-bloqueio e garantem as reservas com preços mais em conta, e oferecem condições de pagamento mais flexíveis”, explica Vieira. A essa altura, no entanto, é difícil encontrar os pacotes ideais. A CVC Viagens informou, por meio da assessoria de imprensa, que os mais baratos da empresa se esgotam rapidamente. Restam opções com todas as refeições inclusas, city tours e detalhes que encarecem o programa.

Os destinos brasileiros são os mais procurados nessa época. Nas primeiras colocações estão Rio de Janeiro, Salvador e Recife. As outras capitais do Nordeste também têm destaque. O interior tem opções famosas de carnaval. Em contrapartida, algumas pessoas aproveitam a data para conseguir preços mais em conta no exterior, como Buenos Aires, Santiago, Miami e até Europa.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Francisco
Francisco - 09 de Janeiro às 10:07
ESSA CORRUPÇÃO ENVOLVENDO O GOVERNO , LEIA-SE ANAC , TEM QUE ACABAR , TEMOS QUE ABRIR O MERCADO PARA OUTROS EMPRESAS POIS ESSE MONOPÓLIO SÓ DA NISSO MESMO , TOMEM VERGONHA SEUS "DESGOVERNATES" TOMEM VERGONHA QUADRILHA DE POLÍTICOS E EMPRESÁRIOS DESONESTOS.
 
nadia
nadia - 09 de Janeiro às 08:57
QUEM PODE, PODE!!! QUEM NÃO PODE, SE SACODE!!!!