Entrega da chave ao Rei Momo e show do Chiclete marcam início da folia

Em Salvador, o prefeito ACM Neto entregou a chave da cidade a Leandro França, que a carregará, simbolicamente, pelos próximos seis dias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/02/2013 09:06 / atualizado em 08/02/2013 09:21

Agecom Salvador/Divulgação

Foi dada a largada para o carnaval de Salvador. O prefeito ACM Neto entregou na quarta-feira (6/2) a chave de Salvador ao Rei Momo Leandro França, mais conhecido como Léo Boy. A cerimônia oficial ocorreu no camarote da prefeitura da cidade na presença de autoridades como a vice-prefeita Célia Sacramento, o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani, do presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Jonga Cunha e outros.



O prefeito pediu aos soteropolitanos e aos turistas que aproveitem os festejos de carnaval com alegria, sem confusão e afirmou que este será um carnaval inesquecível. “Meu desejo que todos se divirtam muito, sem briga, nessa que é a maior festa de rua do planeta”, disse aos jornalistas.

 

Agecom Salvador/Divulgação
 

 

O Rei Momo Leandro França, que carregará a chave da cidade, simbolicamente, pelos próximos seis dias, esbanjou alegria. “Dá um frio na barriga diante da responsabilidade, apesar de ser o segundo ano consecutivo como Rei Momo, mas nenhum ano é como o outro. Abrir o carnaval é uma sensação muito especial. Como sou do Recôncavo baiano, sei da importância da tradição para uma festa cultural”, disse o rei.

Leia mais notícias em Carnaval

Agecom Salvador/Divulgação
 


O primeiro dia de folia ficou por conta do samba e do pagode. No circuito Osmar (Campo Grande), artistas como Dudu Nobre, Delcio Luiz, Fundo de Quintal e Fora de Mídia vão animar os foliões da cidade.

Em cima do trio elétrico do Chiclete com Banana, Bell Marques comandou a folia também no circuito Osmar, no Campo Grande. Pelo segundo ano consecutivo, o bloco saiu sem cordas, aberto a toda a população.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.