Foliões não largam smartphone no carnaval; veja dicas para evitar problemas

Leo Avelino e Ana Katharina vão sair as ruas com seus celulares para fotografar a folia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/02/2013 12:15 / atualizado em 08/02/2013 10:28

@las1977/Reprodução

Que os smartphones estão cada vez mais presentes no nosso cotidiano não é segredo para ninguém. Segundo pesquisa do Google, divulgada em maio de 2012, este tipo de celular se tornou indispensável para muitas pessoas. Tanto que 73% dos usuários do dispositivo acessam a internet todos os dias através dele e muitos nunca saem de casa sem o aparelho, de acordo com o estudo. Agora, e durante o carnaval, você vai sair e deixar o seu smartphone em casa?



O visual merchandiser pernambucano Leo Avelino garante que seu iPhone também vai aproveitar a folia. Passando férias na terra do frevo, o profissional da área de moda, que mora na Califórnia há 10 anos, pretende manter seus perfis em várias redes sociais bem atualizado. “Meus amigos americanos, e até mesmo os brasileiros que não puderam vir para o carnaval, estão na expectativa. Quero mostrar o carnaval através dos meu olhos”, conta.

E os amigos de Leo realmente não vão perder nada. Suas contas do Facebook e Instagram serão as mais alimentadas. “Vou postar tudo da abertura do carnaval do Recife, no Marco Zero. No sábado, vou aproveitar para mostrar como é o Galo da Madrugada”, revela o visual merchandiser, que estará em um dos camarotes no entorno do desfile do bloco. Depois, como curtirá o restante da folia no Rio de Janeiro, será a vez dos seus seguidores conhecerem as cores das escolas de samba.

Outra que não pretende desgrudar do smartphone no carnaval é a terapeuta ocupacional Ana Katharina Leite. Além de alimentar seus perfis em redes sociais, ela revela que usará o celular para se programar sobre a folia. “Vou usar para me atualizar e saber onde estão acontecendo as melhores festas. O aplicativo PEnoCarnaval já está fazendo parte da minha rotina carnavalesca (já não estamos no carnaval?)”, explica em entrevista realizada através do Facebook.


@analeite/Reprodução


Mas usar o dispositivo durante a folia requer cautela e Ana Katharina garante estar atenta. “Obviamente, carnaval exige certos cuidados, ou seja, smartphone sim, mas só com segurança. Nos locais onde o 'alvoroço' é grande, ele fica guardadinho para continuar sendo meu companheiro e me servindo depois do período carnavalesco”, revela.

Missão carnaval


Que tal compartilhar o seu festejo com o Correio Braziliense? Nós queremos saber sobre o seu carnaval. Envie fotos, vídeos e textos contando um pouco sobre a folia para o e-mail iconescb@gmail.com. Os registros e as histórias serão publicadas no hotsite especial Carnaval 2013.


Cuidados


Além da questão segurança, ao evitar furtos, por exemplo, os usuários de smarphones devem estar atentos a outras possíveis problemas. Por isso, o estrategista de marketing Gabriel Rossi alerta os usuários a não colocar tudo a perder com um uso inadequado da internet neste período. Confira os 10 mandamentos para a web não estragar a folia:

Pense antes de escrever: evite usar as redes sociais naqueles momentos em que você bebeu um pouco mais, pois pode se arrepender depois. Leve sempre em consideração que as outras pessoas podem não entender o contexto da mensagem.

Respeito é essencial: não são poucos os casos de comentários de mau gosto que geram uma repercussão negativa para o usuário e muitas vezes resultam em demissão no trabalho

Cuidado com fotos e vídeos: atenção para não colocar algo que seja constrangedor ou possa “queimar” sua imagem. Lembre-se também de respeitar as outras pessoas para não comprometer ninguém.

Geolocalização: atenção com serviços como o Foursquare ou o próprio check-in do Facebook. É delicado compartilhar com todos exatamente onde você está e o que faz, pois há gente que se liga na internet aguardando a saída de casa da família. Não facilite o trabalho dos bandidos.

Cuidado com o que compartilha e com quem: pense em quem irá ler as suas mensagens e se é adequado tornar sua atualização pública, para colegas, chefe, familiares, entre outros.

Separe o que é corporativo do pessoal: se você administra o seu perfil para assuntos profissionais ou possui um perfil específico para isso, o cuidado deve ser redobrado. Postagens relaxadas, fotos com bebidas ou na folia do Carnaval às vezes devem ser evitadas.

Cuidado com spams e armadilhas nas redes: atenção com emails do tipo “Aqui estão as fotos da festa do Carnaval” ou de promoções mirabolantes. Também é cada vez mais comum a disseminação de aplicativos e links maliciosos no Facebook.

Jamais passe sua senha para alguém.

Não anuncie seu email: não faça propaganda de seu endereço pessoal em sites de busca, listas de contato, redes sociais ou páginas da web. Eles podem ser usados para gerar receita para criminosos.

Verifique políticas de privacidade: ao frenquentar locais, analise cuidadosamente se é conveniente fornecer seu endereço de email ou qualquer outra informação confidencial.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.