Rosas de Ouro homenageia as festas populares espalhadas pelo mundo

Parada Gay, Festa de Parintins, festas juninas e outras tradições populares são as inspirações da escola

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/02/2013 00:56

A segunda escola a desfilar na avenida é a Rosas de Ouro. Antes de começar o desfile, o interprete, Darlan, fez questão de homenagear as vítimas da tragédia de Santa Maria. "Esse samba vai para aquele pessoal que está lá em cima olhando pela a gente", afirmou.


O desfile da escola tem como tema as festas populares que ocorrem em todo o mundo. O enredo, Os condutores da alegria: numa fantástica viagem aos Reinos da Folia, foi composto por Armênio Poesia, Diego Poesia, Kadu, Wagner Rodrigues e Fredy Vianna.

Leia mais notícias em Carnaval


A Parada Gay, a Festa de Parintins, e as festas juninas e outras tradições populares são homenageadas pela escola.

A rainha de bateria da escola é a modelo e atriz Ellen Roche.

Confira o samba enredo da escola:

Por terra céu e mar
Vem viajar nessa magia
Quero celebrar as tradições
Me perder nos reinos da folia!
Uma dança enfeitiça o olhar
E o toque do tambor, os corações!
Em direção ao velho mundo
Arde um fogo mais profundo no amor e nas paixões
A realeza e os guardiões irão brindar
Lá em Veneza a sedução está no ar
É mais que um ideal, o orgulho nacional!

Vem, que a vida foi feita pra festejar
Sonhar com um amanhã que renascerá
Um festival de sorrisos
Iluminando os caminhos da cultura milenar!

Num som envolvente dancei ao seu lado a luz do luar
Em ritmo quente "tô endiablado" vou te conquistar
Como se o tempo voltasse e o vento soprasse a felicidade
Superando a tristeza, do refúgio da minha saudade!
Vou quando o fole tocar "garantir caprichar"
Em cada comemoração
Sou brasileiro, visto a paixão e a fantasia
A minha história é uma declaração
De amor ao grande dia!

Hoje a festa vai rolar
Quero sambar a noite inteira
Qual será o pavilhão que conduz meu coração?
É Roseira!
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.