Bloco de rua Embaixadores da Folia faz a festa no Rio de Janeiro

O bloco faz a festa no centro a cidade desde antes das 5h deste sábado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/02/2013 12:19

Rio de Janeiro - Mesmo antes do início oficial dos desfiles de rua do Rio de Janeiro, marcado pelo Cordão da Bola Preta, já havia um bloco que fazia a festa no centro da cidade desde as 5h deste sábado (9/1). Na verdade, os Embaixadores da Folia invadiram as ruas bem mais cedo, exatamente às 17h da tarde de ontem (8).


Definido como um bloco formado por “tarados por carnaval” pelo seu presidente, Cláudio Cruz, o Embaixadores da Folia não só é um dos primeiros blocos a desfilar no sábado de carnaval, como também talvez seja o que mais desfile ao longo desta semana.

Tudo começa com um “desfile de gala” na noite de véspera do carnaval, pela Avenida Rio Branco. A festa termina apenas no início da madrugada, para recomeçar poucas horas depois, na mesma avenida, às 5h da manhã, com a “alvorada” do Embaixadores.

“Fazemos uma alvorada com clarins e ficam tocando até as 7h, sete e pouca da manhã, esperando o pessoal que chega para o Bola Preta. Então, a gente sai carregando aquelas pessoas e vamos ao encontro do Cordão da Bola Preta”, disse.

A maratona carnavalesca do Embaixadores da Folia prossegue na terça-feira de carnaval, quando o bloco participa do desfile oficial da prefeitura, na Avenida Rio Branco, ao lado de ícones cariocas como o Cacique de Ramos e o Bafo da Onça. Na Quarta-Feira de Cinzas, o Embaixadores promove o “bloco da apuração”, que acompanha a apuração das notas das escolas de samba do grupo especial.

Leia mais notícias no Especial de Carnaval

No próximo sábado (16), tem mais um desfile, desta vez com o Bloco Vaca Atolada dos Embaixadores da Folia, em uma alusão ao bar da Lapa, no centro da cidade, onde o bloco fará sua concentração.

Segundo Cláudio Cruz, o bloco começou em 2000, quando ele se decepcionou com um tradicional bloco carnavalesco começou a tocar axé music. “Saí de lá chateado e, quando encontrei uns amigos em um bar do Grajaú [bairro da zona norte da cidade], propus um grupo radicalmente calcado na nossa cultura carioca, de marchinhas, ranchos e sambas-enredos antológicos, que só tocássemos isso e usássemos fantasias, coisas que não víamos mais no carnaval”, conta.

Neste ano, em que completa 13 carnavais, a Sociedade Carnavalesca Embaixadores da Folia da Cidade Maravilhosa, resolveu homenagear o ex-jogador e técnico da seleção brasileira Mário Jorge Lobo Zagallo, conhecido por sua superstição com o número 13.

Também antes do início do Cordão da Bola Preta, o bloco Céu na Terra começou seu desfile, por volta das 7h, pelas ruas de Santa Teresa, na zona sul da cidade.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.