Especial Publicitário - Senai

Edição de 2014 do Festival de Cinema traz novidades ao Cine Brasília

Novo equipamento de projeção e lounge reformulado são alguma das inovações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/09/2014 10:01 / atualizado em 19/09/2014 13:30

Romulo Juracy/Esp.CB/D.A Press


Lounge turbinado

O espaço destinado à praça de alimentação do festival deste ano surpreendeu pela opulência. Os quiosques e as mesas foram montados em uma estrutura elevada. Nesta edição, o público poderá desfrutar do ambiente que ficou com uma cara mais requintada, por causa da luz baixa e dos dois andares que dividem a área. As opções do menu trouxeram mais do mesmo. Ao todo, são apenas oito quiosques que oferecem bebidas e comidas, nada inédito.

 

Melhor projeção
Na 47º edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o Cine Brasília inaugurou o projetor digital permanente do espaço. O aparelho permite projeções feitas em diversos formatos digitais. A estreia foi com a exibição do clássico do cinema novo, Deus e o diabo na terra do sol (Glauber Rocha), em cerimônia de abertura para convidados. No festival de 2013, a sessão de Os Pobres Diabos, de Rosemberg Cariry, foi cancelada devido problema com o antigo equipamento.


Brasil no Oscar
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, anunciará hoje, na Cinemateca Brasileira, o filme nacional que concorrerá a uma vaga na categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar 2015. O comunicado será feito à imprensa logo após a reunião da Comissão Especial de Seleção. Ela também falará sobre os últimos investimentos no campo audiovisual no Brasil.


Além da sessão
A programação do festival vai além da sala de cinema. Oficinas, debates e seminários completam a grade durante o dia. A oficina Interpretação para o Cinema, ministrada pelo preparador de elenco Sergio Penna, foi a que recebeu mais inscrições, totalizando 175 pedidos — mas apenas 30 vagas foram disponibilizadas. Penna selecionou pessoalmente os currículos dos candidatos. As oficinas Introdução a direção de arte para cinema, por Moacyr Gramacho, e O Documentário de criação: estratégias narrativas, por Joel Pizzini, também tiveram mais de 100 inscritos.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.