Especial Publicitário - Senai

Festival de cinema de Brasília tem programação especial para crianças

Conhecido como Festivalzinho, a mostra paralela exibe dez curtas-metragens nacionais de animação e ficção com temática infantil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/09/2014 11:58

As crianças têm espaço garantido no 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. cccccccaté 23 de setembro.

Segundo a coordenadora do evento, Ilane Nogueira, a proposta da mostra é ampliar o olhar crítico da criança e desenvolver um público que, desde a infância, conheça a produção nacional. São esperadas entre 15 mil e 20 mil crianças até o final de evento. “São curtas premiados produzidos em 2012 e 2013 em diferente regiões do Brasil”.


Para o Cine Brasília, tradicional cinema da capital federal, a organização do evento priorizou o atendimento de escolas das regiões mais distantes do Distrito Federal. “São crianças que, na maioria das vezes, não têm acesso ao cinema,” disse Ilane.

Na sessão de ontem, o filme A história dos meninos que andavam à noite, de Flavio Barone, foi o preferido dos garotos, por ser um filme “de terror”. Foi a primeira vez que Daniel Neto Bispo dos Santos, de 8 anos, assistia a um filme no cinema. Aluno do 3º ano do Centro de Ensino Fundamental Vendinha, que fica na zona rural de Brazlândia, a 50 quilômetros do centro de Brasília, Daniel ficou encantado com a grandiosidade da sala de cinema. “É bom demais. Gostei dos filmes. Só fiquei um pouco assustado no início.”

Matheus Cordeiro Lopes, de 10 anos, do 5º ano do ensino fundamental da Escola Classe 108 de Samambaia, a 30 quilômetros do centro de Brasília, também preferiu o filme “de terror”. “Eu vou ao cinema só de vez em quando. Jogo mais videogame.” Sua colega de classe Débora Melgaço Oliveira, de 10 anos, conta que gostou do filme Souvenirs de verão, de Luiza Carneiro e Marina Erlanger. “O que mais gostei foi do filme de romance. Vejo mais televisão, mas é ótimo vir ao cinema com os amigos.”

Segundo Clézia Santiago, professora do Centro de Ensino Fundamental Vendinha, é a primeira vez que a escola participa do evento. “É muito importante porque a gente trabalha com crianças carentes que não têm, muitas vezes, acesso a esse tipo de cultura. É uma oportunidade para a nossa escola frequentar o festival, conhecer os filmes. Para os meninos é uma oportunidade muito boa porque os pais não conseguiriam trazê-los. A maioria deles está vindo ao cinema pela primeira vez.”

A coordenadora da Escola Classe 108 de Samambaia, Dayse Tavares, conta que é a primeira vez que o colégio participa do Festivalzinho e que pretende voltar com mais estudantes nos próximos anos. “A gente sente a necessidade de inserir esses alunos neste outro mundo, que não faz parte do mundo deles. Eles vivem numa outra cultura e a gente realmente tem essa necessidade de mostrar uma outra visão de mundo. Vamos aproveitar o evento e trabalhar alguns temas na sala de aula. Também vamos tentar incentivá-los a continuar participando de eventos como esse e repassar a ideia para os pais.”

Dividida em duas programações formadas por diferentes filmes, a exibição, feita em parceria com a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, não está restrita à região central de Brasília. Os curtas serão apresentados também em espaços comunitários, escolas e teatros de Águas Claras, Brazlândia, Candangolândia, Ceilândia, Gama, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Riacho Fundo 1 e 2, Samambaia, Sobradinho, São Sebastião, Santa Maria, Taguatinga, além do Lago Sul e do Park Way.

Embora sejam abertas ao público, as sessões gratuitas são destinadas preferencialmente a escolas agendadas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.