Dezenas de milhares de pessoas vivem nas ruas em Porto Príncipe

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/01/2010 16:09

GENEBRA - Dezenas de milhares de pessoas afetadas pelo terremoto de terça-feira no Haiti vivem há quatro dias nas ruas da capital, indicou neste sábado o Comitê Internacional da Cruz Vermelha. "Dezenas de milhares de pessoas (...) vivem atualmente nas ruas e em acampamentos improvisados em qualquer lugar público aberto de Porto Príncipe", indica do Haiti um porta-voz do CICV, Simon Schorno, citado em um comunicado. "É um grande caos", acrescenta. "Em todos os bairros há destruição. As pessoas andam errantes em busca de alimentos, de ajuda. Muitas delas usam máscaras para se protegerem do odor dos corpos em descomposição. Não há barracas, nem cobertores de plástico. Não há onde cozinhar, nem latrinas", acrescenta Schorno, que visitou os bairros de Christ-Roi, Nazon, CentreVille, Delmas e Canape Vert. Segundo o CICV, os desabrigados estão espalhados por 40 locais da capital, Porto Príncipe. Na principal praça da cidade, a Praça Champ de Mars, há cerca de 50.000 pessoas, ressalta o organismo humanitário. Segundo autoridades haitianas, pelo menos 50 mil pessoas morreram e outras 250 mil ficaram feridas por causa do terremoto de magnitude 7 que deixou 1,5 milhões de pessoas desabrigadas, em um dos países mais pobres do mundo.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.