Unicef alerta para desaparecimento de crianças no Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/01/2010 10:55 / atualizado em 22/01/2010 11:05

Cerca de 15 crianças desapareceram de hospitais haitianos após o terremoto de 12 de janeiro, anunciou nesta sexta-feira (22/01) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), avisando que as redes de traficantes de pessoas que trabalham em parceria com o "mercado de adoção" costumam se aproveitar das catástrofes para intensificar suas atividades. "Temos por enquanto informações sobre cerca de 15 crianças que desapareceram de hospitais, com pessoas que não são da família", declarou Jean-Luc Legrand, conselheiro regional da Unicef, durante uma entrevista coletiva em Genebra. "O tráfico de crianças no Haiti já existia antes do terremoto, e infelizmente, as redes que se dedicam a esta prática mantêm ligações com o mercado de adoção internacional", explicou. "Já constatamos isso na época do tsunami (que deixou mais de 200 mil mortos em vários países da Ásia no dia 26 de dezembro de 2004): essas redes se aproveitam das catástrofes naturais, da fraqueza do Estado e da falta de coordenação entre os diversos atores envolvidos para sequestrar crianças e enviá-las para fora do país", acrescentou Legrand.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.