Presidente do BID pede à América Latina um 'Plano Marshall' para o Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2010 08:46

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o colombiano Luis Alberto Moreno, pediu nesta segunda-feira (25/01) em Paris que a América Latina e o Caribe iniciem um "Plano Marshall" para o Haiti, após o terremoto devastador de 12 de janeiro que deixou mais de 150 mil mortos. "Nesta oportunidade, a América Latina e o Caribe podem e devem desempenhar um papel maior, lançando um verdadeiro Plano Marshall para o Haiti", afirmou Moreno, após lembrar o papel da região depois do furacão Mitch na América Central, em 1998. "O Haiti é a nação mais vulnerável de nossa região. O quadro desolador do terremoto exige uma resposta sem precedentes por parte da comunidade internacional", disse Moreno na abertura do II Fórum Econômico Internacional da América Latina e do Caribe. Após a catástrofe do Mitch, "os principais doadores da América Latina e da Europa desempenharam o papel de protagonistas", disse o presidente do BID, organismo integrado por 48 países. Ele ainda considerou que o "compromisso" da região "é agora mais necessário do que nunca. Não se trata apenas de fornecer recursos financeiros. O Haiti precisa de assistência técnica", disse Moreno.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.