Pais exigem devolução de filhos haitianos envolvidos em caso de suposto sequestro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/02/2010 14:52 / atualizado em 02/02/2010 14:57

As 33 crianças que uma organização cristã norte-americana tentou retirar ilegalmente do Haiti após o terremoto de 12 de janeiro estão sendo devolvidas as suas famílias, informou nesta terça-feira (2/2) a associação norte-americana, que agora está encarregada delas.


As crianças foram recolhidas no Haiti na semana passada por membros do grupo batista com sede em Idaho New Life Children's Refuge, que tentou passar com elas pela fronteira com a República Dominicana, onde construiriam em orfanato.

Mas algumas crianças menores não são órfãs.

"Os pais vêm agora exigir a devolução de seus filhos", disse à rede NBC Heather Paul, presidente da organização SOS Children's Village dos Estados Unidos. "Ouvimos muitas (crianças) dizerem que tinham pais", acrescentou.

A Polícia deteve cinco homens e cinco mulheres com passaportes norte-americanos, assim como dois haitianos, que na sexta-feira passada tentavam chegar à vizinha República Dominicana com as crianças, que têm entre dois meses e 14 anos de idade.

O caso foi revelado quando as autoridades de Porto Príncipe expressaram a sua preocupação pelo risco de algumas crianças haitianas se tornarem vítimas de traficantes de pessoas ou serem identificadas erroneamente como órfãs.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.