Cedae comemora Dia Mundial do Meio Ambiente com plantio de ipês

Cerca de 60 crianças participam da iniciativa, promovida pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/06/2013 14:48

Rio de Janeiro – Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado hoje (5/6), estudantes de escolas públicas plantam ipês em diversos pontos do Rio. A iniciativa visa a conscientizar os jovens e estimular práticas ambientais para o cuidado com a natureza. Cerca de 60 crianças participam da iniciativa, promovida pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae).


Além de conscientizar as crianças, a ação tem o objetivo de combater o aquecimento global, melhorando a qualidade do ar por meio da absorção do gás carbônico. As mudas, doadas pela Cedae, são produzidas pela companhia em centrais produtoras próprias.

Leia mais notícias do Ser Sustentável


Para o presidente da Cedae, Wagner Victer, a ação tem três vertentes principais. “É uma ação que estamos fazendo em diversos pontos do estado em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, com três vertentes: primeiro, arborizar e embelezar cada vez mais a cidade; segundo, ajudar a balancear a questão do clima, além de absorver o gás carbônico; por último, fazer o plantio com crianças, despertando o interesse delas pelo meio ambiente”.

Segundo Wagner Victer, a Ilha do Governador, na zona norte, foi o local escolhido para começar o plantio devido à proximidade com o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim e à movimentação de turistas. “Tínhamos diversos locais a escolher, mas a Ilha do Governador é um local que além de ter nível de arborização muito pequeno, é porta de entrada do Brasil. Muitos turistas passam por aqui. Estamos plantando o ipê porque é uma árvore muito bonita. Então, além de colaborar com o meio ambiente, ajuda na beleza da cidade”.

A ação ainda ocorre em Campo Grande, na zona oeste, São Gonçalo e Magé, na região metropolitana, Nova Iguaçu e Seropédica, na Baixada Fluminense. Victer informou que a Cedae, nos últimos anos, plantou mais de 3 milhões de mudas da Mata Atlântica em vários pontos do estado.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.