Copa das Confederações terá plano de gestão de coleta seletiva do lixo

Parceria entre GDF e ONU viabiliza coleta seletiva de lixo com ações de educação ambiental nas imediações do Mané Garrincha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/06/2013 14:50

A abertura da Copa das Confederações será o primeiro grande evento esportivo do país a ter um Plano de Gestão de Resíduos, que tratará da coleta seletiva do lixo dentro e nas imediações do Estádio Nacional Mané Garrincha, com ações de educação ambiental. “Isso é marcante para Brasília porque já se aplica uma política de gestão de resíduos sólidos em paralelo ao fechamento do lixão da Estrutural”, esclareceu o Coordenador de Sustentabilidade do Projeto PNUD para a Copa das Confederações, Francisco Nilson Silva.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

A iniciativa é resultado de uma parceria da Terracap e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). De acordo com as Nações Unidas, o Plano de Gestão de Resíduos para o Estádio Nacional Mané Garrincha apresenta um sistema de coleta simplificada – que atende simultaneamente a realidade de Brasília e a Política Nacional de Resíduos Sólidos – para acontecimentos que congregam multidões.

Ações

Foram instaladas nas imediações do estádio 521 pares de lixeiras, sinalizadas para descarte de recicláveis e não recicláveis, e mobilizados 150 estudantes da rede pública e 150 catadores que orientarão os torcedores sobre o descarte correto do lixo.

O PNUD ficou responsável por elaborar e executar a ação: “Execução significa estabelecer parceria, fazer alinhamento conceitual com parceiros envolvidos”, explicou Nilson Silva.

Legado
Com a participação de catadores em ações de educação ambiental no Estádio e seu entorno, a ONU propõe que isso vire um padrão para grandes eventos públicos na capital (festas de rua, shows, manifestações) e garanta outra fonte de renda a esses trabalhadores.

Durante a festa, que ocorrerá no mesmo dia na Esplanada dos Ministérios, são esperadas 200 mil pessoas para assistir aos shows e exibição do jogo em telões – e terá, também, trabalho ambiental semelhante, com a participação de catadores.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.