Área de prédios sustentáveis cresce 45 vezes em dois anos no Centro-Oeste

De 2011 para cá, o metro quadrado de prédios com certificado Leed no Centro-Oeste saltou de 90,9 mil para 4,14 milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/07/2013 14:23

Daniel Ferreira/CB/D.A Press

Em 2012, o Centro-Oeste foi a região que mais cresceu em número de empreendimentos com o certificado de sustentabilidade Leed, concedido pela organização não governamental Green Building Council (GBC). Segundo a ONG, o salto, em área, foi de 90.937m² em 2011 para 4.147.160m² em 2012. O Distrito Federal se destaca por possuir a obra do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.


Em todo o Brasil, o número de prédios com o certificado cresce aos poucos. Até novembro do ano passado, o país tinha 78 edifícios com o selo e mais de 600 em processo de certificação -- o que elevou o Brasil à quarta posição no ranking mundial da ONG, atrás apenas dos Estados Unidos, da China e dos Emirados Árabes. Segundo o GBC, esses empreendimentos melhoram a qualidade de vida e de trabalho, reduzem custos e são mais valorizados.

Leia mais notícias do Ser Sustentável

Conferência
De 27 a 29 de agosto acontecerá a 4ª Greenbuilding Brasil - Conferência Internacional & Expo. A novidade deste ano será a apresentação de casas sustentáveis espalhadas por todo o Brasil, desde cidades interioranas até projetos em metrópoles como São Paulo. Segundo o GBC, para a construção obter o referencial, é necessário que ela seja construída respeitando o uso racional da água, o controle de erosão e a redução da ilha de calor e que faça uso de energias renováveis, além de controlar as emissão de gases.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.