Novo Fusion híbrido roda até 100km/h utilizando apenas o motor elétrico

Mas tantas vantagens têm um custo, claro: R$ 124,9 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2013 13:54 / atualizado em 15/08/2013 14:08


Itu (SP)
— Após três anos desde o lançamento no Brasil, o Ford Fusion Hybrid com motor 2.5 e baterias de níquel havia comercializado 260 unidades. A baixa demanda foi em boa parte influenciada pelo preço do automóvel (R$ 133.990) — alto e pouco competitivo no quesito luxo, se comparado aos concorrentes de preço Classe C, da Mercedes-Benz, A4, da Audi, e Série 3, da BMW. Agora, com a chegada da segunda geração do híbrido com motor 2.0 e baterias de íon de lítio por R$ 124.990, a expectativa da fabricante norte-americana é aumentar a demanda em até 10% e vender aproximadamente 40 unidades por mês. Segundo a montadora, o novo modelo também será usado na frota oficial da Presidência da República. Por enquanto, 30 carros chegaram ao Brasil.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

Ford/Divulgação

Relacionando com as outras opções de híbrido disponíveis no mercado nacional, o Fusion fica no meio. O Toyota Prius sai por R$ 120.830 e, o Lexus CT 200h, por R$ 149 mil. No entanto, o veículo da Ford tira vantagem no quesito economia. Enquanto o Prius e o Lexus fazem aproximadamente 14,3km/l na estrada e 15,7km/l na cidade, o Fusion alcança 16,9km/l na estrada e 16,8km/l na cidade. Esses valores, segundo teste realizado pelo Conpet (a etiquetagem veicular do Inmetro) com 133 modelos de 38 marcas voluntárias, deram ao Fusion a fama de o carro mais econômico vendido no Brasil, neste ano. Levando em consideração o menor consumo de combustível, a fabricante afirma que o investimento de quase R$ 125 mil consegue ser pago em dois anos.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.