Conheça, no mapa, o território quilombola que é atração do turismo cultural

A diversidade de povos do centro do Brasil, como os kalungas na Chapada dos Veadeiros, estimula o turismo no cerrado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2013 08:00 / atualizado em 11/09/2013 10:18

Associação Quilombo Kalunga/Divulgação

Imagine conhecer os hábitos peculiares de uma comunidade com passado quilombola, que encontrou na vegetação seca do cerrado refúgio e sobrevivência há mais de 300 anos e que somente na década de 1980 foi reconhecida pelo Estado. Os mais de 8 mil kalungas (na língua banto, “lugar sagrado”) acharam proteção em meio à Chapada dos Veadeiros, a 330km de Brasília, e hoje se esforçam para fortalecer a cultura e vencer o isolamento. A solução encontrada foi estimular o turismo cultural na região — e isso o povo de origem africana, costumes indígenas e tradições católicas tem muito a oferecer ao visitante.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

Navegue pelo mapa e conheça o território dos kalungas


Além de entrar em contato com costumes diferentes, principalmente durante as festas típicas, o turista deve se esforçar para conhecer as belezas naturais do bioma — que incluem cachoeiras, serras, cânions — e se preparar para curtir animais silvestres como lobos-guarás, tamanduás-bandeiras e araras.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Confira as imagens panorâmicas das Cachoeiras Capivari e Santa Bárbara



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.