Conheça os medicamentos caseiros feitos à base da flora do cerrado

Diversidade de raízes, cascas e folhas do segundo maior bioma brasileiro, habitado há mais de 10 mil anos, revela uma fonte riquíssima de medicamentos caseiros e tradicionais. Use com moderação, mas use...

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2013 08:00 / atualizado em 10/09/2013 23:03


Além de ocupar quase um quarto do território no “coração” do Brasil, a savana brasileira é rica em flora e fauna. E foi essa variedade que tornou possível a presença de homens há mais de 10 mil anos. Restos de caroços de pequi e ossos de veado e de tatu, encontrados durante pesquisas arqueológicas em Minas Gerais e Goiás, mostraram quão antigo é o uso do bioma e a consequente criação de tradições típicas dos povos do cerrado. Ao longo de todos esses anos, o conhecimento sobre a região, inclusive para fins medicinais, foi passado de geração em geração.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

Tina Coelho/Esp. CB/D.A Press


São vários os frutos e as matérias-primas que podem ajudar na saúde das pessoas. O pequi, por exemplo, é responsável por melhoras na digestão, enquanto a castanha do Buriti é nutritiva e o babaçu, tipo de coco do cerrado, gera um óleo saudável rico em ômega 3. “Qualquer remédio hoje tem origem em plantas medicinais, desde a penicilina até os mais atuais. Isso reflete o potencial que a biodiversidade tem”, exemplifica Jonathan Novais, 28 anos, biólogo e consultor técnico do Instituto Cerrado. “No cerrado, existem variedades de espécies boas para a circulação e que auxiliam no alívio de cólicas e de dores musculares e até para combater pedra nos rins”, completa.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.