SLU vai distribuir panfletos sobre descarte de objetos cortantes

Ação tem como objetivo reduzir acidentes com os trabalhadores que coletam lixo nas residências do DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2013 11:39

Começa na segunda-feira (30/9) a campanha “Dê uma mão para nosso coletor – seu lixo pode ferir”, que distribuirá 50 mil panfletos para a população sobre como descartar objetos cortantes, que causam acidentes com garis durante o serviço de coleta. “Somente neste ano houve, em média, cinco casos por mês. Por isso, diagnosticamos a importância de zelar por estes profissionais que trabalham em prol da saúde e bem-estar da população”, destacou o diretor da empresa Valor Ambiental, Dieter Ikeda.


A ação, lançada pela empresa terceirizada Valor Ambiental, em parceria com o SLU, será realizada, inicialmente, em Samambaia, Recanto das Emas, Riacho Fundo 1 e 2, Gama, Santa Maria, Ceilândia, Taguatinga, Vicente Pires, Aguas Claras, Estrutural e Park Way. “As pessoas podem facilitar o trabalho dos coletores de lixo, bem como evitar que os mesmos se acidentem ao manusear os resíduos perfuro-cortantes”, afirmou o diretor.

Leia mais informações do Ser Sustentável

Segundo ele, a sociedade precisa fazer a sua parte e tornar o lixo seguro para garantir a sua saúde e daqueles que mantêm a cidade limpa. “As empresas têm a preocupação de informar os funcionários como proceder na hora de recolher o lixo, em especial os perfuro-cortantes. É uma maneira de garantir a saúde deles”, informou o diretor-geral do SLU, Gastão Ramos.

Segundo ele, as empresas também disponibilizam roupas e luvas apropriadas para os coletores da limpeza pública, ações monitoradas pelo SLU para reduzir a possibilidade de acidentes.

Orientações
Itens de vidro - como lâmpadas, copos, louças e embalagens - podem não parecer perigosos, mas são um risco em potencial, já que podem quebrar com o manuseio. “Para não machucar o coletor, é preciso procurar um material mais rígido para o acondicionamento, como jornal, papelão, latas, garrafas pet ou mesmo embalagens de leite”, explicou o diretor-geral do SLU.

Gastão Ramos frisa que os cacos de vidro podem ser embalados dentro de latinhas de leite em pó ou achocolatado. Outra possibilidade é cortar uma caixa de leite ao meio, e fazer o encaixe da peça de vidro.

Outras dicas são quanto a materiais perfurantes como pregos, parafusos, arames e, até mesmo, as lascas de madeiras, que devem ser colocados em latas, embalagens plásticas ou embrulhados em grandes volumes de jornal.

A tampa serrilhada da lata de conserva também pode machucar e a recomendação é dobrá-la para dentro, pois assim a serrilha estará protegida pela própria lata. Por fim, caso o volume do lixo seja excessivo ou muito pesado, deve-se utilizar dois sacos para acondicioná-lo.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.