ANA e Adasa vão avaliar a qualidade das águas superficiais no DF

Nove estações das agências farão o monitoramento na capital federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/10/2013 10:16 / atualizado em 07/10/2013 11:14

A Agência Nacional de Águas (ANA) e a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) assinaram um acordo de cooperação técnica para incluir nove estações de monitoramento das águas superficiais no DF. Os pontos de monitoramento estão localizados no Lago Paranoá (1), perto da Barragem; no Lago Santa Rita (1), dentro do Parque Nacional; no Ribeirão Contagem (1), em Sobradinho; na cabeceira do Lago do Descoberto (1); no Rio Descoberto (1); no Rio São Bartolomeu (1); e nas imediações do Rio Preto (3). Eles foram escolhidos considerando áreas de impacto, estratégicas e de referencia.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

A ação faz parte do Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas e as informações coletadas serão divulgadas no Portal de Qualidade das Águas, na internet, por meio de mapas e tabelas com os diversos parâmetros de qualidade de água. A ideia do acordo é permitir maior interação entre os estados. Segundo o Sistema Nacional de Informações em Saneamento (SNIS), o lançamento de esgotos domésticos é o principal fator de degradação dos rios, lagoas e represas no país, já que apenas 33% deles são tratados.

Com informações da Adasa
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.