Maioria das empresas locais não adota sustentabilidade nem gerencia o lixo

A indústria local até que cumpre a legislação ambiental, mas a maior parte das empresas não adota práticas sustentáveis nem cuida dos resíduos gerados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2013 09:20 / atualizado em 23/10/2013 09:31

Mesmo longe de ser considerado um polo industrial, o Distrito Federal já coleciona problemas sociais e ambientais relacionados às atividades mais representativas — que são, segundo a Federação das Indústrias do DF (Fibra), os setores de alimentação; vestuário; impressão e gráfica; construção; e transformação de metais (veja no mapa). Os impactos negativos englobam intensa produção de resíduos — muitas vezes, perigosos —, poluição do ar, do solo e da água, desmatamento do cerrado e desigualdades sociais, econômicas e culturais.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

Pacífico/Editoria de Arte

A pesquisa Boas práticas socioambientais desenvolvidas pelas empresas do DF, publicada pela federação, mostra que, apesar de a maioria dos negócios locais cumprir as exigências legais, isso não é mais suficiente para minimizar os problemas gerados pelo processo produtivo. Dos 250 entrevistados, 72% possuem conhecimento médio a muito elevado em relação às leis ambientais e 62% não têm dificuldade para cumprir as obrigações. Em contrapartida, 68% não possuem programas internos de educação e treinamento na área ambiental; 61% não investem recursos em projetos ecológicos e 50% não adotam ações socioambientais.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.