São Paulo ganha centro para reciclar embalagens de aço nas normas da PNRS

Segundo a Associação Brasileira de Embalagem de Aço, todas as cidades-sede da Copa do Mundo -- inclusive Brasília -- receberão centros de reciclagem do material

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/10/2013 12:00 / atualizado em 29/10/2013 13:00

Prolata/Divulgação

São Paulo inaugurou, nesta terça-feira (29/10), o primeiro centro de reciclagem de embalagens de aço preparatório para a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). O Centro Prolata de Reciclagem contou com investimento de R$ 1 milhão e tem capacidade para tratar até 2 mil toneladas de embalagens de aço pós-consumo por mês. Segundo a Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço), uma parceria com o Ministério do Meio Ambiente vai garantir centros de reciclagem em todas as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, inclusive em Brasília.


Leia mais notícias do Ser Sustentável

Nos locais, as embalagens serão classificadas, prensadas e enviadas para siderúrgicas transformarem o material em novas chapas metálicas para reutilização. "Os consumidores podem levar as embalagens de aço pós-consumo direto para os centros ou para cooperativas e sucateiros parceiros do programa. Já o lojista precisa aderir ao programa, via associação, para participar", explica Thais Fagury, gerente executiva da Abeaço.

Os interessados em levar latas de aço pós-consumo aos centros de reciclagem terão o CPF cadastrado e poderão acumular pontos de acordo com a quantidade descartada em quilos. O somatório de pontos poderá ser trocado por quantia em dinheiro ou por cursos profissionalizantes ministrados nos centros. Já as cooperativas e catadores credenciados receberão o pagamento em um período estabelecido. O preço de aquisição da sucata de aço é definido com base no preço geral de mercado vigente.

O Centro Prolata de Reciclagem é uma parceria da associação com mesmo nome que reúne 15 empresas do setor de embalagens de aço, da Abeaço e da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tinta (Abrafati).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.