Site para acompanhar a saúde dos oceanos é lançado em parceria com a Unesco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/04/2014 16:15

Com apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o site, em inglês, ocean-acidification.net foi lançado nesta segunda-feira (7/4) para reunir dados mais atuais sobre os oceanos. Infográficos, publicações, informações históricas e notícias são alguns dos recursos utilizados pela página.


O site é dedicado a pesquisadores, gestores de políticas de proteção e ao público em geral com o objetivo de conscientizar as parcelas da população mundial. A principal abordagem da página está relacionada ao fenômeno de acidificação dos oceanos bem como os desafios para controlar esse processo.

Leia mais notícias do Ser Sustentável

Desde a época da Revolução Industrial, no século 18, o aumento do nível de dióxido de carbono na atmosfera é de 40%. Os oceanos absorvem parte desse CO2 diariamente, o que significa, aproximadamente, 24 milhões de toneladas. Essa absorção provoca reações químicas que reduzem o pH da água do mar, fazendo com que a acidez aumente. Esse processo, conhecido como acidificação, é 10 vezes mais rápido do que o dos últimos 55 milhões de anos, o que acaba culminando no aumento da temperatura da água.

O fenômeno da acidificação dos oceanos é difícil de ser observado separadamente, tendo em vista que outros fatores contribuem para a aceleração desse processo. Apesar disso, já é perceptível como a situação impacta economias a redor do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o aumento do índice de larvas de ostras em incubadoras na costa oeste do país é bastante significativa. Por isso, é preciso agir e procurar uma solução para o problema.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.