Mudança climática já afeta os EUA; aquecimento causa grandes prejuízos

Aquecimento provoca secas e enchentes, aponta relatório apresentado na Casa Branca

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/05/2014 15:13 / atualizado em 07/05/2014 15:27

Os Estados Unidos nunca estiveram tão quentes quanto na última década. Também jamais choveu tanto, houve secas tão severas, assim como enchentes e alagamentos. Mais do que nunca, a composição química do ar e do mar mudou. A agricultura registra perdas bilionárias, a disputa por recursos naturais se intensificou, florestas estão agonizando, e geleiras, derretendo. De norte a sul, os desafios se agigantam. “Acreditava-se que as mudanças climáticas eram um problema para o futuro. Mas isso mudou, elas são um problema do presente”, observa Jerry Melillo, cientista do Laboratório de Ciências Marinhas da Universidade de Yale.



Leia mais notícias do Ser Sustentável


Onze meses depois do lançamento de um plano nacional de enfrentamento das mudanças climáticas (leia Memória), o governo americano divulgou, ontem, um relatório de 839 páginas com dados sobre cenários futuros e também impactos que os EUA já estão sentindo. Transmitida pelo site da Casa Branca, a apresentação foi feita por cientistas climáticos que elaboraram o documento. Eles enfatizaram o fato de que, embora as previsões para as próximas décadas sejam sombrias, as mudanças já estão sendo sentidas nesse país continental, com diferentes efeitos dependendo das características geográficas de cada região. Hoje, o presidente Barack Obama vai falar sobre o relatório em uma série de entrevistas a emissoras de televisão.

Não se trata apenas do calor, mostram os dados. Eventos extremos ameaçam a infraestrutura, afetam os ecossistemas mais diversos, ocasionam perdas agrícolas e pecuárias, colocam em risco a saúde dos mais de 300 milhões de habitantes do país. O relatório reconhece: “O aquecimento global nos últimos 50 anos é primariamente devido a atividades humanas, predominantemente a queima de combustíveis fósseis”. “O clima mudou naturalmente ao longo da história da Terra. Contudo, fatores naturais não podem explicar o aquecimento recentemente observado”, diz o texto, contrariando a afirmação dos céticos das mudanças climáticas, para quem o fenômeno tem causas naturais.

 


A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.