Artivismo ambiental

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/08/2014 17:00 / atualizado em 14/08/2014 17:24

Tiago Mundano
 

 

Para viabilizar a arte e o ativismo ambiental às vésperas das eleições o coletivo Clímax Brasil lançou esta semana o CausArte, projeto que tem por objetivo fomentar a produção de arte de rua para chamar a atenção para ameaças ao meio ambiente como o desmatamento, as mudanças climáticas, o agronegócio, a falta de água e o aquecimento global.

 

Artistas das cinco regiões do Brasil estão convidados a aderirem ao movimento e se inscreverem até o dia 24 de agosto em http://bit.ly//causarte. O resultado será divulgado no dia 2 de setembro.

Os selecionados ganharão dos organizadores um auxílio de R$100,00 em spray, tinta ou outro material à escolha do participante para a produção de 30 trabalhos autorais relacionando meio ambiente e eleições.

Os artistas que forem contemplados com o auxílio deverão produzir suas artes entre os dias 20 e 21 de setembro. Os trabalhos farão parte de uma galeria virtual permanente que será divulgada amplamente no Brasil e no mundo, após o registro dos murais e grafites serem enviados pelos próprios autores ao Clímax.

Com curadoria do artivista paulistano Mundano, o CausArte pretende mobilizar pessoas e artistas a se engajarem por meio da arte na proteção do meio ambiente localmente e nacionalmente. “A gente tem muitas pautas que são colocadas em discussão nos debates políticos. Violência, educação, saúde, corrupção... Mas a discussão sempre fica devendo o olhar para o meio ambiente. A destruição está rolando de forma massiva e acaba impactando a maioria da população, que sofre com a falta de água e outros problemas”, diz Mundano.

Para o artista, a arte urbana tem força para passar a mensagem e atingir as pessoas de forma eficiente. “A arte é forte, toca, comove. Conseguimos alcançar o público para eles se engajarem e cobrarem os governantes por meio do voto pelos seus direitos e pela proteção da natureza”.

Os critérios de seleção são:
-abordar temas ambientais e eleições
-seleção de no mínimo uma pessoa por região
-seleção de artistas de no mínimo dez capitais participantes
-seleção de no máximo três artistas por cidade
-equilíbrio de gênero

Mais informações: www.climaxbr.org

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.