Telhado verde

Governo da Dinamarca anuncia que construções de Copenhague deverão ter telhados com plantas. Capital é segunda cidade no mundo a tornar medida obrigatória

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2014 11:31

 

 

Diminuir a concentração de calor, renovar o ar, refrescar os ambientes sem precisar de ar condicionado, cultivar alimentos, deixar a cidade mais bonita. As vantagens dos telhados que são aproveitados para abrigar plantas são inúmeras. E foi para usufruir desses benefícios que Copenhague, capital da Dinamarca, anunciou este mês a aprovação de lei que torna obrigatória os telhados verdes.



Atualmente Copenhague já possui aproximadamente 20 mil metros quadrados de superfícies suspensas verdes em 30 edificíos com estas instalações, mas com a nova lei a previsão é que o haja um aumento anual de cinco mil metros quadrados. A meta da cidade, mundialmente conhecida como referência em mobilidade urbana – sobretudo pelos altos índices de utilização da bicicleta – é cobrir de vegetação os terraços das cidades com o objetivo de ser carbono zero no ano 2025.

A cidade é a segunda no mundo a anunciar a medida. Toronto, no Canadá, foi a pioneira e adotou em 2009 uma lei similar que resultou em 1,2 milhão de metros quadrados verdes em diferentes tipos de construções, assim como na economia de energia de mais de 1,5 milhão de kWh por ano para os proprietários dessas edificações.

Mas iniciativas parecidas já são adotadas há mais tempo em outros países, mesmo sem a obrigatoriedade de leis locais. Habitantes de cidades alemãs utilizam telhados e coberturas de edifícios para aproveitar espaços e cultivar alimentos. Em alguns locais da Suíça telhados verdes são obrigatórios em todos os edifícios novos, e na Cidade do México as pessoas que adotam esta iniciativa recebem 10% de desconto no imposto.

Saiba mais

Acompanhe abaixo alguns dos diversos benefícios que plantas nas coberturas de construções trazem para o local onde são adotados:
-absorção de até 80% da água da chuva, ajudando a reduzir problemas como enchentes;
-redução da concentração de calor em áreas urbanas;
-manutenção da temperatura em ambientes internos dos edifícios com telhado verde;
-possibilidade de cultivo de verduras, hortaliças e frutas para consumo;
-renovação e manutenção da qualidade do ar nas cidades.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.