Publicidade

Correio Braziliense ENEM 2019

Para maratonar o Enem

Nada melhor que séries e filmes para tomar um fôlego e respirar na folga dos estudos, sem deixar de lado o aprendizado. Tem para todos os assuntos: dramas, animação e documentários sobre Guerra Fria, sertão, Irã, agrotóxicos e muito mais. Confira lista


postado em 16/09/2019 07:00 / atualizado em 16/09/2019 13:38

Ninguém é de ferro. Nesta reta final de preparação intensa para o Enem, todo mundo merece um momento de descanso. Melhor ainda se ele vier acrescido de conteúdo artística e informativo de qualidade. Maratonar uma série ou pegar um cineminha pode, como quem não quer nada, acrescentar repertório aos estudos para o exame.

É o que acredita o professor Marcel Milani, da rede de ensino Poliedro. “O recurso audiovisual é uma ferramenta a mais no processo de aprendizado do aluno. Funciona também como um modo de escape no meio do cotidiano de estresse, de modo que ele pode se divertir sem culpa”, avalia ele.

Pensando nisso, o docente de geografia preparou e comentou uma lista de narrativas ricas em de emoção, informação e entretenimento. “Filmes de ficção e documentários, assim como séries, acrescentam ao conteúdo de sala de aula a possibilidade do aluno visualizar o assunto, de modo que não fique distante da realidade dele. É uma ferramenta a mais”, define.
 
(foto: HBO/Divulgação)
(foto: HBO/Divulgação)
 
Chernobyl (2019)
Aclamada por crítica e público, minissérie dramatiza o acidente nuclear na usina de Chernobil, na Ucrânia, em 1986. O professor Marcel acredita que ela abre diversas possibilidades dentro do Enem. “Em ciências da natureza, pode aparecer na abordagem de energia nuclear, assim como no impacto ambiental, fontes alternativas de energia e aquecimento global. Em história e geografia, passa pelo contexto da União Soviética e Guerra Fria.”
 
(foto: Lumiere e RioFilme/Divulgação)
(foto: Lumiere e RioFilme/Divulgação)
 
Narradores de Javé (2003) 
Produção conjunta entre Brasil e França, retrata o vale do Javé, vilarejo baiano cuja população é composta de analfabetos. A construção de uma enorme usina hidrelétrica ameaça a região, e eles decidam, mesmo sem saber como, escrever um documento contra a investida. “Eles escrevem sua história, na tentativa de transformar o local em patrimônio a ser preservado”, avalia Marcel. “É relevante para temas em ciências humanas e linguagens. Discute o impacto nas comunidades, diante da perspectiva de desaparecer, seja pela construção de hidrelétrica ou obras de mineração. Está presente no dia a dia do nosso país.”
 
(foto: Imagem Filmes/Divulgação)
(foto: Imagem Filmes/Divulgação)
 
Adeus, Lênin! (2003)
Comunista à moda antiga da Guerra Fria, moradora de Berlim Oriental acorda de longo coma e não sabe que o muro ruiu. Temendo que a mãe leve um choque, o filho dela esforça-se para camuflar os novos tempos. “Mostra a diferença entre as realidades de cada lado, além do contraste entre os mais jovens e mais velhos. De forma divertida e dramática, o filme mostra a reunificação da Alemanha e implantação do capitalismo como sistema econômico.”
 
(foto: Daniel Daza/Divulgação)
(foto: Daniel Daza/Divulgação)
 
Narcos (desde 2015)
“Talvez umas das melhores séries produzidas pela Netflix”, avalia Marcel. “Mostra todo o cenário de violência e relações de poder entre políticos e cartéis de drogas. Ambientado na Colômbia, é um retrato da América Latina durante a década de 1980.”
 
(foto: Reproduçao. Especial Enem)
(foto: Reproduçao. Especial Enem)
 
Persépolis (2007)
Adaptação de um clássico moderno das histórias em quadrinhos, Persépolis conta história autobiográfica de jovem que vive o impacto da queda do Xá e do regime fundamentalista e brutal do Irã.  Em choque geracional com sua família, Marjorie rebate o papel feminino naquela sociedade. “É um filme francês de animação, que mostra o Irã no contexto da pós-revolução islâmica.”
 
 
Cinema, aspirinas e urubus (2005)
Produção nacional narra história passada em 1942. Um brasileiro de origem humilde e um alemão, fugido da Segunda Guerra, atravessam o sertão nordestino vendendo aspirinas. “É diretamente associado ao contexto da guerra. Ao mesmo tempo, as andanças dele pelo Nordeste mostram a dureza do sertão e o dia a dia da região sob o olhar de um estrangeiro.”
 
(foto: Imagem Filmes/Divulgacao)
(foto: Imagem Filmes/Divulgacao)
 
Hotel Ruanda (2004) 
Estrelado por Joaquim Phoenix, o filme aborda o Genocídio de Ruanda, episódio histórico de conflito entre a maioria hutu e a minoria tutsi, duas etnias locais. “É baseado em fatos reais, herança do imperialismo europeu. Fala da colonização da África, quando grupos étnicos tiveram suas rivalidades agravadas pela ação europeia.”
 
(foto: Continental)
(foto: Continental)
 
O Grande Ditador (1940) 
É bom equilibrar produções modernas com conteúdos e formatos de outras épocas. Para isso, a indicação do filme icônico de Charlie Chaplin. “É importante um clássico na lista para nos lembrar como velhas questões se mantêm atuais. Lançado no contexto da Segunda Guerra Mundial, Chaplin satiriza o nazismo, o fascismo e seus protagonistas”, define Marcel Milani. A atualidade da produção assusta e fascina. “Fala do que vemos hoje no mundo, em termos de intolerância. Muitas vezes, um filme de muitas décadas atrás parece bem atual. Podemos notar a tendência cíclica da história.”
 
(foto: Reproduçao. Especial Enem)
(foto: Reproduçao. Especial Enem)
 
O veneno está na mesa (2011) 
Autor de longa carreira, Silvio Tendler produziu documentário que avalia o impacto dos agrotóxicos nos trabalhadores e na população do campo e da cidade. “Documentário essencial para entender o desenvolvimento da moderna empresa agrícola e como a Revolução Verde do pós-guerra acabou com a herança da agricultura tradicional.”
 
(foto: Sony Pictures/Reprodução)
(foto: Sony Pictures/Reprodução)
 
House of Cards (desde 2013)
Outra série moderna de enorme sucesso, fala de poder e corrupção, em narrativa cuja similaridade com a política atual é constantemente ressaltada pelos fãs. Um homem ambicioso busca alto cargo público nos Estados Unidos. “A série abre uma lista variada de possibilidades, como geopolítica, terrorismo e globalização. Além disso, mostra um pouco como se estabelecem as relações políticas.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
Inep divulga gabaritos do Encceja PPL 20:19 - 15/10/2019 - Compartilhe

Inep divulga gabaritos do Encceja PPL

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade