Publicidade

Correio Braziliense

MPF pede que inscrições para o Sisu sejam suspensas devido aos erros no Enem

Inscrições começam nesta terça-feira (21/1). Inep garantiu que os erros nas notas já foram corrigidos


postado em 20/01/2020 22:40 / atualizado em 20/01/2020 22:50

(foto: Ed Alves/ CB/ DA Press )
(foto: Ed Alves/ CB/ DA Press )
O Ministério  Público Federal (MPF) pediu, nesta segunda-feira (20/1), a suspensão da abertura das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A solicitação foi feita via Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC). 

 

Em ofício, enviado ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, o MPF pede que as inscrições sejam suspensas até que as falhas ocorridas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 sejam corrigidas.

 

De  acordo com o órgão, o pedido busca evitar que as inconsistências na correção do Enem prejudiquem os estudantes que participarão do Sisu. As inscrições para o programa começam nesta terça-feira (21/1).  

 

Além da solicitação ao MEC, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão também pediu ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que informe, em até 24 horas, os motivos que geraram as inconsistências na correção das provas do Enem. 

MEC se pronuncia 

Em coletiva, nesta segunda-feira (20/1), o Inep garantiu que os erros nas notas do Enem, que afetaram cerca de 6 mil candidatos, já foram corrigidos. De acordo com o órgão, nenhum estudante foi prejudicado, mas que as inscrições para o Sisu serão encerradas somente domingo (26/1), dando mais dois dias para os candidatos. 

 

No total, foram 5.974 inconsistências nas correções do Enem: 30 no primeiro dia e o restante no segundo. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
Renapsi oferece 28 vagas de jovem aprendiz 17:51 - 29/03/2020 - Compartilhe

Renapsi oferece 28 vagas de jovem aprendiz

publicidade
publicidade
publicidade