Publicidade

Correio Braziliense

Tempo e autoconhecimento são temas de palestra no Colégio Logosófico

O evento ocorrerá nesta quarta-feira (27), no auditório da instituição, às 20h


postado em 27/02/2019 15:46 / atualizado em 27/02/2019 17:28

Rápido, inquietante, curto e imprevisível. São esses alguns dos adjetivos dados pelo homem para se referir ao tempo. Como se pode ganhá-lo e aproveitá-lo melhor? Esse desafio será debatido hoje pelo administrador José Augusto, 65 anos, em palestra que vai proferir nesta quarta-feira, às 20h, no auditório do Colégio Logosófico de Brasília (704 Norte). As inscrições devem ser feitas por telefone (61) 3326-4205, com uma hora de antecedência do evento, cujo tema será "Tempo que se ganha é a vida que se amplia".
 
Os alunos com o palestrante. Fabrício, José, Marina e Matheus(foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
Os alunos com o palestrante. Fabrício, José, Marina e Matheus (foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
 
 
“É um assunto de grande interesse para as pessoas e surgem várias interrogações sobre o assunto: como usar o tempo? como administrá-lo? É uma inquietude do homem, e ele o gasta com necessidades pessoais e profissionais”, explica o palestrante. 
 
O palestrante, José Augusto(foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
O palestrante, José Augusto (foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
 
 
A palestra é baseada nas experiências vividas pelo palestrante com base nos conceitos da logosofia, uma corrente de pensamento criada pelo pensador humanista e educador argentino González Pecotche, conhecido como Raumsol (1901-1963). O objetivo é ensinar por meio da autotransformação e evolução do pensamento, que é uma das inteligências humanas. “Esse esforço e a busca de conhecer a si mesmo são o que amplia a vida. Ao passar o tempo pensando sobre o próprio mundo interno, também poderá perceber o que você fez sem sua vontade e como pode melhorar o aproveitamento do tempo”, conta o graduado em administração pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub). José também explica que essa procura pelo autoconhecimento pode não ter um fim.

O tempo na escola

Estudantes e a comunidade, em geral, são o público-alvo da palestra. A coordenadora Tatiana  Veroneze do Colégio Logosófico de Brasília explica a importância da palestra. “Nossos alunos estudam esse assunto desde pequenos. Começando com o tempo do relógio, como organizar as tarefas diárias e depois quando chegam ao 6º e ao 9º anos aprofundamos o conteúdo”, observa.  Mas quando sobra o tempo, o que fazer dele? Ela explica que  o aluno pode fazer uma autoanálise e, com essa aprendizagem adquirida,  pensar por si. “Ele pode começar a refletir o que agrega na própria vida, ser um ser humano melhor e mais feliz, ou seja, voltar para o ‘eu’. Saber o que tem e observar o que consegue melhorar? O que impede viver coisas boas?”, enfatiza. 
 
 
A coordenadora do colégio, Tatiana Veroneze(foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
A coordenadora do colégio, Tatiana Veroneze (foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
 
A Fundação Logosófica é a mantenedora do Colégio Logosófico de Brasília. José Augusto é membro da fundação há 36 anos. Lá, ele tem feito muitos cursos de preparação e de formação. “Essa capacitação foi feita por meio de palestras, reuniões semanais e estudos individuais sobre o assunto”, relata. Além disso, a fundação faz a seleção anual dos temas para cada palestra mensal e, em seguida, um estudante é escolhido para fazer a apresentação. 

Autoconhecimento 

Os alunos do 9º ano estudam o assunto da palestra uma vez na semana dentro da disciplina leitura ética e cidadão do mundo, que faz parte do conteúdo de português. Essa matéria aborda valores humanos (amor, generosidade, amizade, entre outros), ensina os alunos a terem mais empatia um com o outro e a trocar experiências com os colegas de classe. Fabricio Baicco, 13 anos, conta que antes não era tão organizado com os horários e deixava tudo para última hora. “É bem estressante. Os dias que tinha livre com meus pais precisava fazer as obrigações escolares. Então, eu resolvi mudar para a minha vida não virar uma bagunça.” Ele começou a pensar sobre a importância da relação do tempo e autoconhecimento. “Eu acho que são assuntos complicados. Mas saber quem você é, é essencial: o que gosta e o que te deixa feliz, porque futuramente a pessoa escolherá uma profissão. Não posso tomar a decisão apenas analisando os aspectos financeiros, quero trabalhar com algo que amo.” 
 
Os alunos do colégio Fabrício, Marina e Matheus(foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
Os alunos do colégio Fabrício, Marina e Matheus (foto: Aline Rocha/Esp. CB./D.A. Press)
 
 
“Se não me planejar, não terei tempo para nada”, essa é a frase que o estudante Matheus Cruxen, 14, destaca sobre o tempo. “Autoconhecimento é bom, porque você sabe as próprias qualidades e defeitos! Ao analisar essas características, você pode se superar, mas se não sabe quem você é, isso pode não acontecer.” Ele explica que já não fez algo porque achava que não daria certo ou por receio do que outras pessoas pensariam. O estudante mostra que há escolhas que são para a vida toda. “Posso fazer opções erradas.É necessário aprendermos isso ao longo do tempo e não cometer de novo os erros.”

Fique ligado! 

Colégio Logosófico de Brasília
Endereço: SHGN 704, Asa Norte / Brasília – DF
Data: 27 de fevereiro
Inscrições por telefone com uma hora de antecedência: (61) 3326-4205
Horário ( haverá um credenciamento a partir das 19h40):  às 20h
Preço: gratuito 
Indicação: livre
brasilia@colegiologosofico.com.br
Site da instituição www.brasilia.colegiologosofico.com.br
 
Confira o pdf do calendários dos temas de outras palestras!

 
*Estagiária sob supervisão de Ana Sá

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

Anhanguera oferece vestibular solidário 13:20 - 06/12/2019 - Compartilhe

Anhanguera oferece vestibular solidário

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade