Publicação do MEC gera repercussão nas redes sociais

Montagem mostra mulher negra com braço de pessoa branca

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/06/2019 17:30 / atualizado em 14/06/2019 17:38

Uma publicação que o Ministério da Educação (MEC) fez nas redes sociais na quinta-feira (13) sobre o Programa Universidade para Todos (ProUni) gerou polêmica. Na foto, uma mulher negra segura um diploma. No entanto, a mão com o documento é de uma pessoa branca. Nos comentários do post — no Twitter, no Facebook e no Instagram —, usuários reclamaram da peça, que anuncia o prazo de inscrições do ProUni. “Não entendi. A gente entra preta e sai branca da faculdade? Oi?” e “Meu Deus, que absurdo de montagem. Que gafe!” são alguns dos comentários nas mídias do MEC. 

Algumas pessoas acusaram o ministério de racismo no Twitter. “Não entendi a montagem. Ou melhor, entendi perfeitamente a analogia racista. Não entendi a cara de pau de fazê-la”, disse um dos usuários. “Eu não acredito que vocês chegaram a essa ponto. Racistas de merda!”, critica outro. 
 
Instagram do MEC
 
 
Contatado pela reportagem, o MEC não se manifestou sobre a publicação, que faz parte de uma série de divulgação que começou em 31 de maio.

A pasta utiliza uma campanha nas redes sociais em que faz montagens que misturam partes de pessoas diferentes. As fotos e vídeos da campanha divulgam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fies (Financiamento Estudantil). 

Confira outros posts da campanha: 
 
Instagram do MEC