Campus Party Brasília deve receber 80 mil pessoas

Evento, aberto nesta quarta-feira, está sendo realizado no Estádio Nacional Mané Garrincha até domingo (23)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/06/2019 19:56 / atualizado em 20/06/2019 12:39

Começou, nesta quarta-feira (19), a Campus Party Brasília 2019. No primeiro dia, apenas as atividades da área paga estavam funcionando. O espaço gratuito e aberto ao público, com simuladores, drones e estandes de patrocinadores, abre nesta quinta-feira (20), a partir das 10h. O evento tem uma área com barracas para os participantes que desejam acampar.
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 
A edição deste ano tem como tema indústria 4.0, ou 4ª Revolução Industrial. O objetivo é inserir jovens em ambientes de tecnologia e incentivá-los a empreender e criar startups. Além disso, o festival visa  discutir sobre novas possibilidades e profissões para o futuro. 

De acordo com a organização do evento, mais de 80 mil pessoas devem comparecer ao festival ao longo dos cinco dias. Além disso, cerca de 60 empresas, universidades e instituições apoiam a Campus Party Brasília. 
 
A principal atração desta edição é o músico Bruce Dickinson, vocalista da banda britânica Iron Maiden. O cantor e empreendedor promoverá uma palestra neste sábado (22) às 13h, no palco principal. 
 
A programação completa pode ser conferida no aplicativo da Campus Party, disponível na App Store na Google Play  

Experiência dos campers 

Giulia Lobo, 18 anos, aluna de engenharia de software da Universidade de Brasília (UnB), está acampando no festival. Ela conta que está ansiosa para assistir a uma palestra sobre como liderar pessoas, pois considera o tema relevante para seu curso. “Quero aprender coisas que acrescentem na minha área”, comenta.
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 
Para o camper Yuri Rocha, 25, participar da Campus Party Brasília é uma tradição. Ele conta que compareceu às três edições do evento. “Gosto muito do ambiente. Normalmente, fico aqui com a galera jogando e conversando e visito os estandes”, conta. “Tenho e faço  novos amigos aqui”, completa. Yuri é formado em administração pela Universidade Paranaense (Unipar).
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 

Institutos federais no festival 

O Instituto Federal Goiano (IF Goiano) e o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) marcaram presença no evento. Isadora Teixeira, 17, estudante do 3º ano do IF Goiano, está muito animada para os próximos dias. “É um evento nacional importante. A expectativa é alta”, diz. Isadora faz curso técnico de informática. 

As estudantes do IF Goiano Kamila Narciso, 17, e Bianca Assunção, 17, também estão empolgadas. “Pelo fato de a nossa região ser mais afastada, não temos muito contato com eventos de informática. Aqui vai ser uma oportunidade para aprender com pessoas da área”, afirma Bianca. “Quero ver mais de perto como as pessoas se relacionam com a informática, conhecer mais a área de tecnologia”, diz Kamila.
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 

Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) promove palestras no festival 

A RNP, organização ligada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, promoveu duas palestras no primeiro dia da Campus Party Brasília: “Machine learning para construção de uma base de conhecimento — usando o IMB watson no portal de periódicos”; e “Capture the flag — segurança da informação em redes acadêmicas. Quais os desafios?”. 
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 
No estande da rede, participantes podem jogar videogame dentro de uma piscina de bolinhas e se  cadastrar para concorrer a um curso na
Escola Superior de Redes. 
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
  

Universidade de Brasília é um dos destaques do evento  

A UnB marca presença na Campus Party com o maior estande gratuito da feira — a estrutura tem 100 metros quadrados. Integrantes de projetos de pesquisa, empresas juniores, equipes de competição, startups e empresas incubadas têm a oportunidade de apresentar iniciativas na área de tecnologia. 
 
Ao todo, serão apresentados 40 projetos da universidade, distribuídos em quatro ambientes temáticos. Eles foram escolhidos por meio de edital do Decanato de Pesquisa Inovação (DPI), do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT) e do Parque Científico e Tecnológico (PCTec).  
 
A Brasal está “hospedada” no estande da UnB. Durante a duração do evento, a empresa está convidando os compuseiros para participarem de desafios. São as “dores” de alguns dos segmentos da empresa. Quem aceitar, grava o seu “pitch” com dados para contato. Os melhores serão selecionados para uma conversa e possível aproveitamento. Como ocorreu com João Eduardo, que participou do Hackathon promovido em parceria com o PCTec-UnB. Além de integrar o grupo vencedor, João Eduardo foi contratado, hoje é analista de BI.   
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 

Projeto de criptomoedas está na Campus Party 

O projeto de criptomoedas Decred também marcou presença no evento. A iniciativa participa da Campus Party Brasília desde a primeira edição. “Viemos para interagir com o pessoal e promover jogos, worshops e palestras”, explica um dos membros do projeto, Matheus Degiovani, graduado em ciência da computação pela Universidade de Franca (Unifran). A decred é uma moeda similar ao bitcoin.  
 
 
Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
 

Quero participar 

O 2º lote de ingressos para o festival está disponível no link. Os valores são R$ 150 (ingresso sem camping), R$ 240 (ingresso e camping individual) ou R$ 250 (ingresso e camping duplo). Quem quiser participar da área gratuita pode apenas comparecer ao evento no Mané Garrincha, sem necessidade de fazer inscrição. 
 
 
*Estagiárias sob a supervisão de Ana Sá