Publicidade

Correio Braziliense

Estudantes brasilienses vão representar o país em olimpíada no Japão

Para garantir a participação na World Mathematics Invitational, os alunos abriram vaquinha on-line


postado em 26/06/2019 13:00 / atualizado em 26/06/2019 14:18

 
Oito estudantes de Brasília  foram escolhidos para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Matemática World Mathematics Invitational 2019 (WMI). Alyssa Werneck, Felipe Quezado, José Antônio Alcântara, Lidia Paz, Luana Rosa, Rodrigo Rafik, Tauã Valentim e Thais Yuki são alunos do 9º ano do Colégio Logosófico Gonzalez Pecotche e estão na faixa etária entre 14 e 15 anos. Os jovens serão os únicos representantes do Distrito Federal na delegação brasileira na WMI, que contará ainda com jovens de outras 10 escolas de diversos estados brasileiros. O evento ocorrerá no período de 15 a 19 de julho na cidade japonesa de Fukuoka.
 
Os estudantes Alyssa Werneck, Felipe Quezado, José Antônio Alcântara, Lidia Paz, Luana Rosa, Rodrigo Rafik, Tauã Valentim e Thais Yuki e a diretora Lúcia Maria de Andrade vão representar o Brasil em olimpíada de matemática no Japão(foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
Os estudantes Alyssa Werneck, Felipe Quezado, José Antônio Alcântara, Lidia Paz, Luana Rosa, Rodrigo Rafik, Tauã Valentim e Thais Yuki e a diretora Lúcia Maria de Andrade vão representar o Brasil em olimpíada de matemática no Japão (foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
 
O convite para a escola participar chegou em 30 de maio e foi feito pela Rede do Programa de Olimpíadas de Conhecimento (Rede POC)  por conta do excelente desempenho dos alunos e alunas na Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras 2019 (OIMSF), em abril. A OIMSF é uma competição internacional em equipe para estudantes do ensino fundamental e médio, sendo a seção brasileira do evento internacional Mathématiques sans Frontières, criado em 1989. No Brasil, a OIMSF é organizada pela Rede POC, com apoio oficial da Embaixada da França e do Consulado Geral da França em São Paulo.
 
 
 
Assim como as outras competições de matemática, a WMI tem por objetivo estimular o interesse pela disciplina e promover a melhoria de seu aprendizado. A competição internacional é iniciativa conjunta da Asian Math Sci League, Thai Talent Training, Malaysia Mathematics Society e Edukultur Indonesia. A Rede POC é a Secretaria Regional da WMI no Brasil e foi responsável por selecionar os estudantes para a delegação brasileira.
 
A turma do 9º do Colégio Logosófico Gonzalez Pecotche(foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
A turma do 9º do Colégio Logosófico Gonzalez Pecotche (foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
 
O Colégio Logosófico conquistou o 1º lugar nas categorias regional e nacional na OIMSF 2019. É a quarta vez que os jovens participam da competição nacional, com resultados excelentes: foram bronze estadual no 6º ano, prata estadual no 7º e ouro estadual e prata nacional no 8º. "A turma vinha ganhando medalhas desde o 6º ano, mas a carta-convite nunca tinha vindo", comenta o professor de matemática Vitor Taliel, um dos acompanhantes do grupo na excursão japonesa. "No início deste ano, eu e a equipe pedagógica da escola combinamos que, se eles ganhassem de novo, nós íamos dar alguma recompensa por conta dos três anos seguidos de excelentes colocações."
 
Os estudantes não conseguem conter a euforia. A maioria da turma participa da OIMSF em conjunto desde o 6º ano, mas mesmo quem nunca participou entende a dimensão do desafio. É o caso da Thais, 14 anos, que vai viajar, pela primeira vez, para o exterior. "As expectativas estão altas, eu estou muito animada! Já estamos na torcida e nos preparando para esse grande momento." Lídia Paz , 14, que começou a estudar no Colégio Logosófico este ano, não esperava o convite para o Japão. "Meus colegas me contavam das edições anteriores, mas a gente nem imaginava que o convite viria desta vez. É a oportunidade da  nossa vida! Todos estamos muito animados, são amigos fazendo uma coisa legal juntos", a estudante comemora.
 
Estudantes selecionados para representar o Brasil no Japão e o professor de matemática, Vitor Taliel(foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
Estudantes selecionados para representar o Brasil no Japão e o professor de matemática, Vitor Taliel (foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
 
A diretora do Colégio, professora Lúcia Maria de Andrade, será a responsável pelos alunos durante a viagem. Ela disse que essa conquista é o resultado do trabalho da equipe. "Os nossos professores estimulam os alunos a participarem de olimpíadas acadêmicas." A professora destaca o orgulho de toda equipe: "vamos ter a oportunidade de integrar a delegação do Brasil na etapa mundial! Estamos muito felizes com esse resultado." Apesar do clima de ânimo entre os professores e os alunos, o grupo tem ciência das dificuldades de custear a ida para a WMI. O convite não banca os custos à ida dos estudantes. "Agora é preparo para ir: estudar e arrecadar dinheiro", conta o Rodrigo, 14. Nada mais justo que manter o espírito de trabalho em equipe do que fazer um financiamento coletivo. "A gente fez uma vaquinha on-line, que está funcionando bem. Quem puder contribuir, vai ajudar muito!" Eles precisam arcar com os gastos de passagem, hospedagem e alimentação, além da taxa de participação na olimpíada. Para participar do financiamento, basta clicar aqui.
 
Além dos estudantes brasileiros, vão participar da WMI 2019 alunos da Austrália, Bulgária, Camboja, Casaquistão, China, Cingapura, Coreia do Sul, Estados Unidos, Filipinas, Hong Kong, Índia, Indonésia, Irã, Japão, Laos, Macau, Malásia, Myanmar, Nigéria, Tailândia, Taiwan, Turquia e Vietnã. "Eu só vou acreditar quando chegar lá!", conclui o professor Vitor.
 
 
 
 
 
*Estagiária sob supervisão de Ana Sá.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade